Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Exclusivo

Paulo Vieira ganha carta branca para zoar Huck, Bolsonaro e até a Globo em “festa da firma”

Comediante rouba a cena no prêmio Melhores do Ano e preocupa público por "risco de demissão"

Publicado em 02/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O melhor da “festa da firma” da Globo, batizada de Melhores do Ano, foi Paulo Vieira. O comediante roubou a cena ao servir a famosa “torta de climão” neste domingo (2). Ele “constrangeu” Luciano Huck, novo apresentador da premiação caseira, os convidados e a onda de demissões da própria emissora. O governo de Jair Bolsonaro, claro, foi alvo das zoações do humorista, que recebeu a maior parte dos comentários nas redes sociais.

Entre os elogios, também apareceram mensagens de preocupação do público. “RH da Globo” figurou entre os assuntos mais comentados do Twitter pelas piadas de Paulo Vieira com os desligamentos de artistas da casa, mas também pela possibilidade de o comediante ser demitido por sua língua afiada.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“Paulo Vieira vai voltar lá para a Barra Funda já já se continuar com essa ousadia!”, brincou Fábio Porchat no Twitter sobre seu ex-colega de Record. Para tranquilizar os telespectadores, a coluna informa que Paulo Vieira não corre risco algum de ser demitido por causa de sua participação ácida no Melhores do Ano.

A coluna apurou que a Globo e a direção do Domingão com Huck deram carta branca para Paulo Vieira falar o que quiser durante o Melhores do Ano, que em 2022 aglutinou o especial Inspiração, premiação de cunho social do antigo Caldeirão. Antes da gravação, o humorista compartilhou suas ideias apenas com um dos redatores do programa, André Machado (ex-Pânico).

Ou seja, Huck foi completamente pego de surpresa com as tiradas de Paulo Vieira, que, imune como um líder de BBB, usou e abusou da liberdade em seu momento de glória na premiação. Quando o apresentador afirmou conhecer toda a programação da Globo, o colega emendou perguntando o nome dos “14 apresentadores do É de Casa” e todos os vencedores do The Voice. A cereja do bolo foi a crítica ao governo Bolsonaro: “Salve-se Quem Puder é o nome da novela ou a retrospectiva do último governo?”.

No momento mais comentado da participação de Paulo Vieira, ele tirou sarro das demissões da Globo e citou Paulo Guedes, ministro da Economia e amigo de Luciano Huck. Foi o integrante do governo Bolsonaro, aliás, que estimulou a candidatura do apresentador à Presidência da República. O interesse político do novo dono dos domingos da emissora também não foi perdoado pelo comediante.

No Twitter, Paulo Vieira creditou a equipe de roteiristas que contribuiu para sua “quase” demissão da Globo (obviamente uma brincadeira) e agradeceu Huck pela generosidade.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....