Triste

Esquecido pela TV, ator de O Rei do Gado entrou em depressão e faleceu cedo demais: “Morreu de tristeza”

Na trama rural, ele viveu Dominguinhos, do núcleo dos trabalhadores sem terra

Publicado em 25/02/2023

A reprise de O Rei do Gado destaca uma série de atores. Depois de 25 anos da exibição original, diversos astros do elenco da produção já morreram. Desses, um famoso artista foi acometido por uma grave depressão, devido ao esquecimento pelas emissoras de TV e à falta de trabalhos.

Intérprete de Dominguinhos na trama rural, Antônio Pompêo chamou atenção ao viver um trabalhador sem terra que fazia parte do assentamento de Regino (Jackson Antunes).

Na novela, ele era um dos homens de confiança do líder ao lado de Formiga (Cosme dos Santos). Juntos, eles estavam sempre a postos para proteger o acampamento.

Entretanto, como parte de sua lealdade ao marido de Jacira (Ana Beatriz Nogueira), Dominguinhos morre no final da novela: baleado por jagunços de uma fazenda que eles tentaram invadir.

Antônio Pompêo em O Rei do Gado
Antônio Pompêo como Dominguinhos em O Rei do Gado

Morte trágica

O Rei do Gado representou um dos grandes momentos de Pompêo na TV. Ator renovado, ele teve um fim trágico, assim como seu personagem na novela de Benedito Ruy Barbosa. O ator morreu recentemente, em 5 de janeiro de 2016, aos 62 anos de idade.

Ele foi encontrado morto em seu apartamento, na zona oeste do Rio de Janeiro. A causa nunca foi divulgada publicamente. Quem deu maiores informações sobre a tragédia foi a atriz Zezé Motta. A veterana era grande amiga de Pompêo, desde que atuaram juntos no filme Xica da Silva.

Segundo Zezé, o amigo não se sentia valorizado. Ele foi esquecido pela TV, enfrentou uma grave depressão e morreu de tristeza.

Meu amigo estava recluso, deprimido com a falta de oportunidades de trabalho. Essa é a realidade. Não teve o grande reconhecimento que merecia. Acho que morreu de tristeza”, disse ao jornal A Tarde.

O ator Antônio Pompêo
O ator Antônio Pompêo Dominguinhos de O Rei do Gado

Novelas com Antônio Pompêo

A carreira artística de Pompêo começou na década de 1970. Ele fez alguns filmes e estreou na TV na novela Senhora. A partir daí, esteve em muitas tramas, principalmente de época.

Típico das décadas passadas, o ator era escalado para viver personagens pequenos, como em Tenda dos Milagres, Sinhá Moça, O Outro e Kananga do Japão.

Nos anos 1990, engrenou em novelas da Globo, como Pedra Sobre Pedra, Mulheres de Areia, Fera Ferida, A Viagem e, claro, O Rei do Gado. Sua última trama na emissora foi A Casa das Sete Mulheres.

Depois, ele foi contratado pela Record TV. Fez quatro novelas, sendo Prova de Amor o maior destaque e Balacobaco, em 2012, a última, quatro anos antes de sua morte.

Grande liderança negra, Pompêo foi conhecido também por trabalhar na famosa Fundação Palmares, órgão ligado ao Ministério da Cultura do Governo Federal.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade