SAUDOSA

Triste: Hilda Rebello, de Chocolate com Pimenta, faleceu logo após perder filho ator

Veterana interpretou Matilde na novela de época da Globo

Publicado em 28/12/2022

Quem assiste à reprise de Chocolate com Pimenta pode conferir a atuação da saudosa Hilda Rebello. Na trama, ela deu vida a Matilde, a governanta de Conde Klaus, interpretado por Claudio Corrêa e Castro, ator também já falecido.

A atriz morreu em 2019 após uma parada cardíaca aos 95 anos. E o que nem todo mundo sabe é que em sua carreira, a veterana fez diversas participações em novelas da Globo, sobretudo naquelas em que o filho trabalhou / dirigiu.

Klaus (Cláudio Corrêa e Castro) e Matilde (Hilda Rebello) em Chocolate com Pimenta
Klaus (Cláudio Corrêa e Castro) e Matilde (Hilda Rebello) em Chocolate com Pimenta

Hilda Rebello perdeu o filho ator e diretor antes de morrer

Hilda Rebello era mãe de Jorge Fernando, que atuou e também foi o diretor da novela de Walcyr Carrasco atualmente exibida na Globo.

A morte de Hilda ocorreu meses depois da perda de Jorge Fernando. Muitos dizem que atriz veterana não suportou a dor de perder o filho e se consumiu de tanta tristeza, partindo pouco tempo após o falecimento dele.

Hilda Rebello e Jorge Fernando estiveram em Chocolate com Pimenta
Hilda Rebello e Jorge Fernando estiveram em Chocolate com Pimenta

Na trama, ele deu vida ao Palhaço Crispim, um dos integrantes de destaque do Circo Brasilis, que chega à cidade fictícia de Ventura, retratada na história de época.

Infelizmente, o multiartista já não está entre nós. Jorge Fernando morreu no dia 27 de outubro de 2019, aos 64 anos. Ele já lutava contra alguns problemas de saúde há alguns anos quando foi vítima de uma parada cardíaca.

Jorge Fernando ressurge em Chocolate com Pimenta como o Palhaço (Reprodução: TV Globo)
Jorge Fernando em Chocolate com Pimenta como o Palhaço

Doença e morte

Em outubro de 2016, o ator passou dezoito dias internado em um hospital para tratar uma pancreatite. Poucas semanas depois, ele sofreu um AVC e precisou passar por uma uma cirurgia de emergência. Mesmo recebendo alta, Jorge Fernando precisou de acompanhamento médico diário, uma vez que teve sequelas do derrame.

Jorge Fernando passou mal na tarde e deu entrada no hospital Copa Star, em Copacabana, no Rio de Janeiro, onde morreu aos 64 anos, vítima de uma parada cardíaca. Segundo os médicos, o ataque fulminante ocorreu após uma dissecção de aorta completa.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade