Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MARIA RUTE

Quem é Muda em Pantanal? Personagem misteriosa chega para causar a desgraça

Segunda fase do remake da Globo começa na terça-feira (12)

Publicado em 08/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A segunda fase de Pantanal começa na terça-feira (12) já cheia de reviravoltas e acontecimentos marcantes. Uma delas envolve a sofredora Maria Marruá (Juliana Paes).

Viúva após a morte de Gil (Enrique Diaz), Maria segue sozinha criando sua filha Juma (Alanis Guillen). E após uma passagem de tempo de 20 anos, a menina aparece já adulta.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Nesse contexto, chega à região pantaneira uma nova personagem: Maria Rute (Bella Campos). Para quem não se lembra, essa é a filha do homem assassinado por Gil no Paraná nos primeiros episódios da novela.

Já crescida, a menina jura vingança a Gil. E como quando a moça chega ao pantanal Gil já está morto, ela elabora um novo plano para destruir Maria Marruá. Uma das estratégias é ficar calada, sem dizer uma palavra em frente à mulher-onça e sua filha. Por isso ela ganhará o apelido de Muda.

Muda (Bella Campos) em Pantanal

Muda quer vingança e acaba acolhida por Juma

Maria Rute chegará ao pantanal procurando por Gil até que encontrará a tapera onde vive Maria Marruá e Juma Marruá. Ela estará acompanhada do jagunço Lúcio (Erom Cordeiro), que não tem muita certeza de que está fazendo o certo e tenta convencer Muda de ir embora. Porém, a moça estará irredutível.

Lúcio vai embora, deixando Muda sozinha. Maria Marruá avista a menina de longe e, arisca, vai cobrar explicações com sua arma em punho. Sem saber o que dizer, ela finge não falar, fazendo surgir, então, seu apelido de Muda.

Juma (Alanis Guillen), Muda (Bella Campos) e Maria Marruá (Juliana Paes) em Pantanal

Disposta a atirar em Muda, Maria Marruá é parada por Juma, que pede à mãe que dê uma chance à visitante. Mãe e filha então acolhem a vilã dentro de casa, sem nem imaginar o que está por vir.

Passa-se o tempo e Muda percebe que está se apegando sobretudo a Juma. “Acredito muito que o afeto da Juma mexe muito com a Muda. É a grande virada desse florescimento. Sempre falo que a Muda vai florescer no decorrer da história“, explica Bella Campos, a atriz que dá vida a Muda.

Como nem tudo são flores, mesmo com Muda prestes a mudar de ideia, Lúcio, o jagunço, aparece na beira do rio onde Maria Marruá está e aponta a arma para ela. A viúva se transforma em onça, ataca o inimigo, mas perde a luta e acaba morta com um tiro.

O jagunço Lúcio (Erom Cordeiro) em Pantanal

Juma não descobre a farsa de Muda

No momento da morte da mãe, Juma Marruá sofre de uma dor incalculável e nem imagina que Lúcio pode ter relação com sua nova amiga Muda. O jagunço, aliás, é morto pelo Velho do Rio (Osmar Prado).

Triste pela perda, Juma se aproxima ainda mais de Muda, que também começa a se afeiçoar pela dona da casa. A farsa da paranaense dura muito tempo até ela desistir de se vingar completamente. Na reta final, a personagem misteriosa confessa quem não é muda de verdade e esclarece sua história de vida para Juma.

Segundo Bella Campos, Muda é uma mulher que nunca conseguiu enxergar afeto. “Sofreu um trauma grande com quatro anos, a morte do pai, e vê a mãe se degenerando, por que sofre muito. Cresce com sentimento de tristeza, vingança, raiva, não tem outras pessoas da família. Quando chega no pantanal rola a identificação com a Juma, que acolhe ela de graça”, justifica a atriz.

Vale lembrar que em 1990, na versão original de Pantanal, Muda foi interpretada pela atriz Andréa Richa.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....