Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
SUCESSO NA GLOBO

Por aperto financeiro, ator que vive Nélio em Nos Tempos do Imperador fez ‘bico’ de garçom

João Pedro Zappa precisou se virar após novela ser adiada

Publicado em 16/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

João Pedro Zappa tem feito sucesso na pele do mocinho Nélio em Nos Tempos do Imperador, novela das seis que está em sua reta final. Feliz da vida com a repercussão, o ator conta como foi perceber a trajetória do personagem até aqui.

“Foi um tesão ter feito essa transição ao longo da história. Nélio começou quase como um cachorro do Tonico (Alexandre Nero), passou pela comédia de costume no núcleo da família e se tornou um herói romântico”, pontua Zappa à coluna Zean Bravo.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Na última semana do folhetim, Nélio entrou em confronto com Tonico, que o arremessou de um penhasco. O que ninguém da trama sabe é que o filho do finado Batista (Ernani Moraes) sobreviveu, pois sua queda foi amortecida por uma árvore.

Após reaparecer e emocionar sua amada, Dolores, papel de Daphne Bozaski, Nélio mostrará um outro lado de sua personalidade. “Ele volta mudado depois de um tempo. Estará usando uma bengala e não será mais tão pacífico. Nélio e Dolores vão se juntar para resgatar a filha deles”, revela o artista.

Tempos difíceis na carreira

Apesar de parecer uma carinha nova para muitos telespectadores, João Pedro Zappa já acumula 15 anos de carreira no audiovisual e nos palcos.

O ator de 33 anos estreou na Globo na série Guerra e Paz, de 2008, e a sua primeira novela na emissora foi Além do Tempo, em 2015.

De lá para cá, assim como muitos artistas, Zappa já enfrentou tempos em que faltam trabalhos e, com isso, perrengues financeiras. Desse modo, ele precisou se virar como pode e chegou até a fazer ‘bicos’ como garçom.

“Eu voltei da África após rodar o filme ‘Gabriel e a montanha’ (2017), e a novela que iria fazer foi adiada. Entrei no vermelho e trabalhei como garçom para o restaurante da minha irmã. Servia almoço e jantar. Fiquei quatro meses”, relembra João Pedro.

Leia outros textos da colunista AQUI.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....