triste

AIDS, discriminação e tumor: Musa de Elas por Elas recusou tratamento e se foi cedo demais

Morta aos 47 anos, atriz foi símbolo sexual nos anos 1970

Publicado em 09/08/2023

Duas grandes atrizes de Elas Por Elas, novela de 1982, morreram recentemente. Aracy Balabanian faleceu na última segunda-feira (7) e Maria Helena Dias no dia 1º de agosto.

Maria Helena Dias morreu vítima de infarto e pneumonia aos 91 anos de idade. Na trama escrita por Cassiano Gabus Mendes ela interpretou Carmen, e fez diversas novelas, como Plumas e Paetês, Tieta, A Próxima Vítima, Fera Ferida, etc.

Aracy Balabanian faleceu após lutar contra um câncer. A artista interpretou Helena em Elas por Elas de 1982 e fez sucesso com muitos outros papéis na TV, como Marta de Ti Ti Ti, dona Armênia de Rainha da Sucata, Filomena de A Próxima Vítima e Cassandra de Sai de Baixo.

Para quem não se recorda ou então não teve a oportunidade de assistir a versão original da novela, ao todo, sete atrizes foram protagonistas. Além de Aracy e Maria Helena, outras três artistas nos deixaram em anos anteriores.

Protagonistas de Elas por Elas em 1982
Protagonistas de Elas por Elas em 1982: no alto, da esquerda para a direita: Eva Wilma, Sandra Bréa, Mila Moreira. Abaixo: Aracy Balabanian, Esther Góes, Maria Helena e Joana Fomm

Lembrando que em 2023 a história ganha um remake, marcado para estrear em outubro na faixa das 18h, substituindo Amor Perfeito.

A segunda versão da novela escrita por Cassiano Gabus Mendes já tem as sete protagonistas definidas: Deborah Secco, Késia Estácio, Mariana Santos, Karine TelesMaria Clara SpinelliThalita Carauta e Isabel Teixeira.

AIDS e câncer: atriz de Elas por Elas morreu cedo demais

A primeira atriz de Elas por Elas foi Sandra Bréa, que interpretou Vanda na trama que agora ganha o remake.

Sandra Bréa estreou em novelas em 1970 em Assim na Terra como no Céu e dois anos depois já fez seu primeiro grande papel em O Bem Amado. Além disso, fez Escalada, O Pulo do Gato, a primeira versão de Ti Ti Ti, Bambolê, entre outros trabalhos. Foi considerada, por muitos anos, um símbolo sexual.

Sandra Bréa em Elas por Elas, de 1982
Sandra Bréa em Elas por Elas, de 1982

No fim da década de 1990, Sandra assumiu ser soropositiva e sofreu com a discriminação terrível, afinal, naquela década havia muito mais desinformação em relação ao vírus da AIDS.

Deprimida por conta disso, a atriz se afastou dos holofotes e em 1999 foi diagnosticada com câncer no pulmão em estágio avançado. Sandra Bréa recusou qualquer tipo de tratamento oncológico e morreu em maio de 2000, aos 47 anos de idade.

Sandra Bréa tinha um filho adotivo, Alexandre Bréa Brito. De acordo com informações da época, ela e o rapaz estavam brigados quando a atriz morreu. O que se sabe é que o herdeiro sumiu no ano de 2001 e 18 anos depois, em 2019, a justiça declarou a morte de Alexandre.

Sandra Bréa como Telma em O Bem-Amado, novela de 1973
Sandra Bréa como Telma em O Bem-Amado, novela de 1973 (Reprodução/TV Globo)

Outras protagonistas da novela que já morreram

As únicas protagonistas de Elas por Elas vivas são Joana Fomm e Esther Góes.

Mila Moreira, a Marlene de Elas por Elas

Outra atriz que protagonizou Elas por Elas em 1982 foi Mila Moreira, intérprete de Marlene. Também escritora, jornalista e apresentadora, ela começou a carreira como modelo e estreou na TV em 1979 na novela Marron Glacê.

Fez muitos outros trabalhos como Plumas e Paetês, Corpo a Corpo, Ti Ti Ti, Bambolê, Que Rei Sou Eu?, Meu Bem Meu Mal, Anos Rebeldes, Fera Ferida, A Próxima Vítima, A Indomada, o remake de Anjo Mau, Malhação, JK, Ciranda de Pedra, Viver a Vida, o remake de Ti Ti Ti.

Suas últimas novelas da carreira foram O Astro, Sangue Bom e A Lei do Amor, de 2016. Mila Moreira teve muitos relacionamentos, inclusive foi casada com Luís Gustavo, o Mário Fofoca de Elas por Elas, mas não teve filhos. A atriz morreu aos 75 anos de idade em 2021 após uma parada cardíaca.

Mila Moreira em Elas por Elas, de 1982
Mila Moreira em Elas por Elas, de 1982

Eva Wilma, a Márcia de Elas por Elas

Eva Wilma interpretou Márcia em Elas por Elas, uma das grandes protagonistas da trama de Cassiano Gabus Mendes. A atriz estreou na teledramaturgia em 1953 na TV Tupi, onde fez inúmeras novelas. Uma das principais foi a versão original de Mulheres de Areia, na qual fez as protagonistas Ruth e Raquel.

Ela foi casada com o ator John Herbert, de 1955 a 1976. Deste casamento teve dois filhos, Vivien e John. O veterano sofria com enfisema pulmonar e morreu em 2011. Em 1979, Eva Wilma se uniu ao também ator Carlos Zara, famoso por seu papel em Pai Herói. Os dois não tiveram filhos e o casamento durou 23 anos, até a morte de Zara, em 2002.

Seu último papel de expressão foi dona Fábia, a mãe de Anthony, vivido por Reynaldo Gianecchini em Verdades Secretas (2015).

Em janeiro de 2021 Eva Wilma foi internada com pneumonia. Em abril do mesmo ano descobriu problemas cardíacos e renais e em maio recebeu o diagnóstico de um câncer no ovário, já em situação bem avançada. A artista morreu em maio do mesmo ano, em São Paulo.

Eva Wilma em Elas por Elas, de 1982
Eva Wilma em Elas por Elas, de 1982

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade