Exclusivo

Em capítulo eletrizante, presentão de Inácia salva a vida de José Inocêncio em Renascer: “Desviou a bala”

Trama de Bruno Luperi entra em sua semana decisiva na programação do plim-plim

Publicado em 28/01/2024

Após pedir a mão de Maria Santa (Duda Santos) em casamento, José Inocêncio (Humberto Carrão) será baleado nas costas por Belarmino (Antonio Calloni). Vale salientar que o nosso herói sairá ileso dessa EMBOSCADA.

“Nisso aponta, na distância, José Inocêncio em seu cavalo. Ele vem tranquilo e feliz. Desatento, como nunca esteve em toda a sua vida, porque se acertou com Maria Santa. E vem se divertindo por causa da história do beijo… E ri das próprias palavras, sem dar conta de que entrava na mira de Belarmino. E agora?! Parece que ele vem sem defesa: ‘Se vêmo no inferno… maldito!’”, descreve Bruno Luperi que PROSSEGUE com o seu texto.

“(…) O tiro do rifle ecoa por aquela imensidão. Através da mira vemos a bala acertar José Inocêncio. E a GUIA que ele recebeu de Inácia, no momento do impacto, se rompe. E o seu corpo então desaba do cavalo, mortalmente ferido. Câmera abre na imagem de José Inocêncio, caído no chão, ladeado pelas miçangas e o cordão partido. Atordoado, ele coloca a mão sobre o ferimento e trás em direção ao rosto. Ao se deparar com o próprio sangue, ele se dá conta do ocorrido. E sente a mão desabar ao longo do corpo. (…) E os perplexos Jupará e Deocleciano apeiam diante do corpo inanimado. Deocleciano salta da montaria, apavorado, e se coloca de joelhos diante o patrão. Suja a sua mão com o sangue. E desce o chapéu ao peito, em sinal de pena. Deocleciano toma o pulso do patrão. E o levanta do chão com a ajuda de Jupará: ‘Vâmo levá ele pra casa… a Inácia vai dá jeitcho nisso’. É a esperança que ele tem”, conclui o dramaturgo em seu roteiro.

Inácia (Edvana Carvalho) e José Inocêncio (Marcos Palmeira) na segunda fase de Renascer
Inácia Edvana Carvalho e José Inocêncio Marcos Palmeira na segunda fase de Renascer

Renascer é uma novela escrita por Bruno Luperi baseada na obra de Benedito Ruy Barbosa. A direção artística é de Gustavo Fernandez, direção geral de Pedro Peregrino e direção de Alexandre Macedo, Walter Carvalho, Ricardo França e Mariana Betti. A produção é de Betina Paulon e Bruna Ferreira e a direção de gênero de José Luiz Villamarim. 

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade