O Tempo Não Para: Dom Sabino vira garçom na padaria: “Ainda tenho muito o que aprender”

Dom Sabino (Edson Celulari) em O Tempo Não Para
Publicidade

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Dom Sabino (Edson Celulari) mostrará que não foge à luta. Sem emprego, o pai de Marocas (Juliana Paiva) irá arrumar um trabalho como garçom na padaria do bairro. Ao ver o pai como atendente, a jovem ficará emocionada. “Meu pai, o que o senhor faz aqui? O senhor está trabalhando na padaria?”, perguntará a jovem, ao ver o seu pai uniformizado (de avental). “Comecei hoje, é o meu primeiro dia. Marocas é um serviço temporário. Que paga. E nós precisamos de dinheiro. Não se preocupe comigo, minha filha. Todo trabalho é digno. Eu já tive mais de mil homens trabalhando a meu serviço. Agora eu trabalho para o proprietário deste estabelecimento. Com muito orgulho”, sentenciará o homem do século 19.

Leia também: Samuca descobre que Amadeu comprou a Criotec

Um homem nobre

Marocas ficará muito emocionada com a atitude de seu pai. “Eu tenho muito orgulho do senhor”, declarará a jovem. “Minha filha, esta é uma época em que as pessoas andam seminuas, comem peixe cru, tostam ao sol como cactus e onde as mulheres tomaram o controle. Eu sou apenas um pobre homem da Vila de Piratininga, um matuto da Freguesia do Ó. Ainda tenho muito o que aprender. Eu só tenho um dever, minha querida, alimentar a minha família e cuidar para que nada aconteça às minhas filhas”, concluirá o marido de Dona Agustina (Rosi Campos).

Continua depois da publicidade

Paulina (Carol Macedo) falará para a amiga não ter vergonha do pai dela. “Não encana, não, Marocas… O seu pai serve mesa e o meu carrega lixo, tá tudo certo”, pontuará a jovem. “Eu não estou ‘encanada’, Paulina. Estou orgulhosa”, finalizará Marocas. Mas o emprego de Dom Sabino na padaria não durará muito. Ele arrumará confusão com um cliente e será demitido.

Leia também: Menelau enfrenta Dom Sabino: “Eu não tenho que tolerar seus desaforos

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade