Deus Salve o Rei: Amália tem conversa emocionante com perseguidora

Amália (Marina Ruy Barbosa) em Deus Salve o Rei
Publicidade

Em Deus Salve o Rei, na Globo, Amália (Marina Ruy Barbosa), que pretende se tornar rainha, está mais decidida a todas as questões que envolvem Montemor. Agora, ela decidiu confrontar Ísis (Ísis Pessino) que espalhou cartazes contra ela por todo o reino. A conversa será toda planejada pela protagonista, que colocará a vilã no lugar dela. Confira.

“Aproxime-se, Ísis. Não há o que temer. Quando cheguei à Montemor, acho que você foi uma das primeiras feirantes que conheci. Lembro que sua barraca ficava próxima à minha, e eu via o modo como você era dedicada ao trabalho”, falará Amália, tentando gerar empatia. “Você não pediu que me trouxessem aqui para falar da minha vida de feirante, não é mesmo?”, perguntará.

Veja também: Catarina propõe a Virgílio aliança, em Deus Salve o Rei, na Globo

Continua depois da publicidade

“Não, não foi. Mas eu gostaria que você imaginasse que está levando sua vida, trabalhando na feira. E num dia, ao sair para a floresta, você encontra ali um homem muito ferido. Ele está quase morrendo, mas você, mesmo sem ter a menor ideia de quem ele seja, decide salvar sua vida”. “Do que você está falando, Amália?”.

“E então, você começa a cuidar dele… Ele sobrevive. E, ao mesmo tempo, por obra do destino, você se apaixona por este homem. É então que você, Ísis, descobre algo que nunca poderia imaginar: o tal homem é o herdeiro do trono de um reino, um futuro rei”. “Eu sei o que aconteceu com você e o rei, mas…”, dirá Ísis. “Continue imaginando, Ísis! Como se tivesse acontecido com você”.

“Eu jamais pediria a um príncipe que abrisse mão do trono por minha causa”, rebaterá a vilã. “Assim como eu jamais pedi isso a Afonso! Pelo contrário, nunca quis que ele tomasse tal atitude”. “Onde você quer chegar com tudo isto?”, perguntará. “Digamos que, enfrentando seus piores medos, você reúna forças e, finalmente, aceite o seu destino. E, ao lado daquele homem, você luta para que ele reconquiste o lugar no trono. A sua responsabilidade agora também é enorme, mas você não foi preparada para isso. Era apenas uma feirante, lembra? Sente-se, Ísis”, dirá Amália se referindo ao trono.

Ísis ficará temorosa, mas será pressionada. “É uma ordem! Sente-se no trono. Contra tudo e todos, a feirante aceita se tornar rainha. Quem sabe se, como legítima representante do povo, ela poderá fazer o melhor para todos? Como você se sente, Ísis? Esta coroa pesa, não? Você me parece um tanto assustada. Eu compreendo. Estar no trono é mesmo assustador… Pois então imagine quando uma parte do povo, por quem você tanto lutou antes, começa a apontar dedos para você. Te acusar de bruxaria, por exemplo. Já se imaginou escutando dezenas de pessoas, cheias de ódio, exigindo que você seja queimada numa fogueira?! Agora, Ísis, imagine sair à rua e ver o seu rosto estampado num cartaz como este. E Amália, cada vez mais dura, mostra um dos cartazes que zombaram dela”.

Neste momento, Ísis sentirá o golpe, porém, Amália não aliviará. “Um deboche sobre aquilo que é mais importante na sua vida: o amor que você sente por uma pessoa. Você imaginou isto tudo que eu lhe disse, Ísis? Então, agora, você sabe exatamente como estou me sentindo.  Agora pode ir. Para sua sorte, não é sobre sua cabeça que esta coroa irá pesar. Você levará apenas o peso de sua própria consciência para a masmorra”, concluirá.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade