Apocalipse e Jesus mostram reação na audiência; veja os números

Apocalipse fechou o mês na vice-liderança absoluta do Rio de Janeiro

Publicado há um mês
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No mês de julho, as novelas da noite da Record TV mostraram reação na audiência e cresceram nas praças de São Paulo e Rio de Janeiro; Apocalipse, por exemplo, fechou o mês na vice-liderança absoluta do Rio; ainda na praça fluminense, Jesus se mantém no segundo lugar isolado por três semanas.

Apocalipse, levada ao ar entre 20h45 e 21h40, fechou com média mensal de 7,5 pontos e share de 11%, vice-liderança isolada do horário, com boa distância dos 6,7 pontos de média do SBT, na mesma faixa de exibição. O crescimento foi de 12% na audiência da novela com relação à própria média de junho, fechada em 6,7 pontos. O share, à ocasião, era 10%.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ricardo Montana (Sérgio Marone) em Apocalipse (Foto: Reprodução/Record TV)

Ainda em julho, outra conquista: no dia 14 (terça), a atração registrou, na praça, o seu melhor desempenho desde a estreia (em 21/04), com a combinação de 8,7 pontos de média e 12% de share. O capítulo mostrava o protagonista Ricardo (Sérgio Marone) sendo confrontado por Zoe (Juliana Knust) na festa de inauguração da Nova Babilônia, a Cidade do Futuro.

Em São Paulo, a novela superou em 9% a sua média mensal anterior. Se no balanço de junho a audiência havia ficado em 5,6 pontos, em julho ela aumentou para 6,1 pontos de média. O share subiu de 8% para 9% de um período para o outro.

Robô do exército do anticristo em Apocalipse (reprodução)

O reencontro de Benjamin (Igor Rickli) e Zoe, o atentado contra Ricardo e o despertar do Anticristo em seu próprio funeral, dando sequência ao fortalecimento da marca da Besta, entre cenas de bombardeios foram destaques que mantiveram a trama em alta.

Os resultados de Jesus …

Maria Madalena (Day Mesquita) em Jesus (Foto: Reprodução/Record TV)

Jesus também evidencia o fortalecimento da novela bíblica junto ao público. Em São Paulo, a audiência da atração, no ar na faixa estimada entre 21h40 e 22h30*, cresceu 14%: a média mensal saltou de 4,5 pontos (em junho) para 5,1 pontos (em julho). O share subiu de 7% para 8%, no mesmo comparativo.

No dia 29 (quarta), o folhetim ainda registrou seu melhor desempenho do ano em audiência na praça paulista: na combinação de média e share, alcançou os índices de 6,7 pontos e 10%, respectivamente. O pico chegou a 7 pontos. No episódio, Jesus (Dudu Azevedo) foi informado sobre a morte de João Batista (Iano Salomão).

Jesus (Dudu Azevedo) em seu primeiro milagre na novela da Record TV (Foto: Reprodução/Record TV)

No Rio de Janeiro, a audiência de julho foi 13% maior que a computada pela trama em junho: atingiu 6,1 pontos de média, se distanciando dos 5,4 pontos registrados no mês anterior. O share pulou de 8% para 9%.

Nas médias semanais, chegou a garantir a vice-liderança isolada em três períodos: de 6 a 10 de julho, com 5,9 x 5,8 pontos sobre a concorrente; e dos dias 20 a 24 e 27 a 31, os dois blocos com o placar favorável de 6 x 5 pontos.

Herodíade (Vanessa Gerbelli) em Jesus (Foto: Reprodução/Record TV)

Milagres de cura e ressurreição, além da sequência que culmina na morte de João Batista (Iano Salomão), com sua cabeça entregue a Salomé (Valentina Bulc) em uma bandeja, foram pontos altos da produção ao longo do mês.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais