Professora, desenhista do IPT, atriz reconhecida: a trajetória de Vera Holtz

Há mais de 30 anos, atriz coleciona papéis marcantes em novelas, e foi a 'Pérola' de Mauro Rasi no teatro

Publicado há 6 dias
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vera Lúcia Fraletti Holtz, a Vera Holtz que é ídolo de tantos telespectadores em mais de 30 anos fazendo novelas e minisséries na TV, nasceu na cidade paulista de Tatuí, em agosto de 1952. Filha de um professor primário, por pouco ela não seguira o mesmo caminho do pai.

Chegara mesmo a dar aulas no início da vida adulta, e foi desenhista do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) da Universidade São Paulo (USP), nos anos 1970, quando já pensava em dedicar a vida à arte. Ainda como amadora, Vera participou de Tribobó City, de Maria Clara Machado, no teatro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A estreia profissional nos palcos ocorreu em 1979 na peça Rasga Coração, de Oduvaldo Vianna Filho, com Raul Cortez e Antônio Petrin, entre outros. Nos palcos também marcou a peça Pérola, de Mauro Rasi, que Vera estrelara nos anos 1990.

Em 1985 veio o cinema e em 1989 a primeira novela inteira: Que Rei Sou Eu?, de Cassiano Gabus Mendes. Vera interpretara Fanny, braço direito do bruxo Ravengar (Antonio Abujamra). Antes disso, algumas pontas em novelas como Água Viva (1980) e Bebê a Bordo (1988).

Desde então, Vera Holtz coleciona trabalhos de sucesso, como A Próxima Vítima (1995), Por Amor (1997), A Muralha (2000), Belíssima (2005), Paraíso Tropical (2007), Avenida Brasil (2012) e Amor de Mãe (2019).

Além de Mulheres Apaixonadas (2003), atualmente em reprise no Viva, como a professora alcoólatra Santana. Confira o Vale a Pena do Observatório da TV sobre a atriz!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio