Faustão, de quase padre a dono dos domingos da Globo por mais de 30 anos

Apresentador teve passagens pelas TVs Gazeta, Record e Bandeirantes antes de chegar à emissora dos Marinho

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nascido na capital de São Paulo, Fausto Corrêa Silva, conhecido por Faustão, viveu até perto dos 20 anos de idade em cidades do interior do estado, como Araras e Campinas. Na primeira, ao ser coroinha na igreja, chegou a começar a pensar em ser padre. Na segunda, foi colega de colégio de Regina Duarte, sua futura colega de emissora.

Por incentivo de Blota Jr., figura muito importante entre nossos apresentadores, Fausto partiu para a capital paulista e iniciou sua trajetória no jornalismo, em diversas emissoras de rádio e TV, além de passagem importante pela mídia impressa – ele foi repórter especial de O Estado de S. Paulo, por exemplo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No começo dos anos 1980, um programa de rádio irreverente, o Balancê, na Rádio Excelsior, não tardou a chegar à TV, na Gazeta, com o nome de Perdidos na Noite. Fausto Silva chamou a atenção da imprensa e da concorrência, e ingressou na TV Globo em 1989. Nela está até hoje.

Depois da recente notícia de que 2021 deve ser o último ano do Domingão do Faustão na grade global, o Vale a Pena do Observatório da TV celebra a carreira desse ícone dos nossos domingos, a exemplo de Silvio Santos, Gugu Liberato, Flávio Cavalcanti e Fantástico. Confira o vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio