Autor de A Fórmula, na Globo, Marcelo Saback afirma que séries brasileiras engatinham a nível mundial

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Reconhecido por trabalhos como ator e, também, autor, Marcelo Saback encarou recentemente o desafio de escrever – ao lado de Mauro Wilson – uma nova série semanal para a Globo. A comédia romântica A Fórmula já está no ar e trata da história de uma cientista que descobriu uma maneira de se rejuvenescer por algumas horas. Os protagonistas são os atores Fábio Assunção, Drica Morais, Luisa Arraes e Klebber Toledo.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, Saback falou do sucesso de A Fórmula e explicou que o Brasil avançou quando o assunto são as séries para a TV. Porém, ele pontuou que o país ainda está muito atrás quando comparado com os mercados mais importantes para o setor, o americano e o britânico. Para o autor, o telespectador brasileiro ainda é historicamente muito apaixonado por outro gênero de teledramaturgia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Nós somos o país das telenovelas, nós somos um público muito habituado às telenovelas. Acho que por dia, cinco, seis, só na Rede Globo, fora as outras emissoras. Então, nós somos os embrionários em matéria de série até porque não temos ainda em todas as plataformas, estamos embrionários em todos os sentidos. (…) É o mercado do futuro, não tenho a menor dúvida sobre isso”, afirmou.

Relembre: Como na série A Fórmula, Drica Moraes também rejuvenesceu em Império

Perguntamos, então, para o autor de A Fórmula, se as séries brasileiras já têm uma identidade própria, porém, ele foi enfático ao explicar por que não é possível afirmar isso. “Eu acho que ainda não. Algumas pessoas vão me bater, mas eu acho que ainda não. Eu acho que a gente está no caminho, a gente está engatinhando”, avaliou Saback.

Além disso, ele ressaltou que o texto de A Fórmula brinca com o desejo do ser humano de rejuvenescer, de ter a uma mente mais madura, mas com um corpo mais jovem. “É uma comédia romântica atípica e fala muito dessa questão da juventude eterna. (…) É uma história romântica, muito divertida, mas que fala do amor através dos anos”, pontuou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio