Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
OPORTUNIDADE DE OURO

Saiba o que Grey’s Anatomy e Friends têm a ver com o Super Bowl

Historicamente, séries de drama e de comédias estão conectadas com a grande final da NFL

Publicado em 12/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Maior evento esportivo dos Estados Unidos, o Super Bowl tem vínculo importante com as séries. Por ser, disparada, a maior audiência de toda a TV americana, as redes aproveitam o embalo e exibem episódios inéditos de atrações após a grande final da NFL, a liga profissional de futebol americano. É nessa que entram Grey’s Anatomy e Friends (1994-2004).

Em toda a história, ambas as séries lideram rankings das maiores audiências pós-Super Bowl. A atração médica criada por Shonda Rhimes é o drama mais assistido (episódio da segunda temporada, em 2006). E Friends encabeça as comédias (segunda temporada, 1996).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Não existe em toda a TV dos EUA espaço mais cobiçado para as séries do que ir ao ar depois do Super Bowl. De tabela, vem a grande pressão de manter o máximo de televisores ligados, pelo fato de o jogo chegar a ser sintonizado por mais de 100 milhões de telespectadores.

Matthew Perry encara Julia Roberts em episódio de Friends

Aquele Depois do Super Bowl

A transmissão do Super Bowl na TV americana passa por um rodízio entre as redes donas dos direitos de transmissão da NFL. Cada ano, uma tem a exclusividade da final. Em 1996, a NBC assumiu a bronca. A emissora vinha de sequência fracassada com as escolhas feitas sobre o que exibir após o Super Bowl, optando por lançamentos. Desta vez, o caminho foi apostar em série consagrada.

Ainda no começo, mas já sucesso, Friends ganhou a oportunidade de ir ao ar depois do jogo. Surgiu o episódio do título autoexplicativo: Aquele Depois do Super Bowl. Em duas partes, o capítulo foi uma super produção, com participações especiais de Brooke Shields, Julia Roberts, Jean-Claude Van Damme, entre outros.

A audiência dos dois episódios, somados, foi de 52,92 milhões de telespectadores, com share de 47% (ou seja, de cada 100 televisores sintonizados no Super Bowl, 47 continuaram na NBC para ver Friends). Nenhuma outra comédia (ou qualquer outro programa) conseguiu tanto público após a final da NFL.

Um espaço de 30 segundos durante os intervalos comerciais de Friends foi tão requisitado quanto os do próprio Super Bowl. Cada reclame de meio minuto na comédia saiu por US$ 600 mil, uma fortuna para a época. 

Aquele Depois do Superbowl acabou ganhando Emmy de melhor direção, por Michael Lembeck, a única estatueta que Friends levou nesta categoria no Oscar da TV.

Ellen Pompeo com Christina Ricci em Grey’s Anatomy; uma bomba, um paciente

Recorde de Grey’s Anatomy

Em meados dos anos 2000, Grey’s Anatomy bombava. Em 2006, a segunda temporada estava no ar dando sequência ao surpreendente ano de estreia, que com apenas nove episódios foi fenômeno de audiência, uma das poucas séries da história da TV americana a registrar crescimento de público episódio após episódio.

A ABC tinha o direito do Super Bowl de 2006 e optou pela tática mais segura, escolhendo Grey’s Anatomy para ir ao ar colado com o jogo. Criadora da série, Shonda Rhimes escreveu o episódio especial, chamado de It’s the End of the World, o 16º da segunda temporada. Por esse trabalho, a rainha do drama foi indicada ao Emmy de melhor roteiro.

O capítulo contou com a participação de Kyle Chandler, em alta em Hollywood. Ele interpretou um líder de uma esquadrão antibomba chamado para desativar um explosivo instalado dentro da barriga de um paciente (coisas de Grey’s Anatomy). O episódio foi visto por 37,8 milhões de pessoas, recorde de toda a série.

Em tempo: neste ano, a NBC vai exibir o Super Bowl nos Estados Unidos, neste 13 de fevereiro. A rede optou não exibir nenhuma série na sequência. Vai entrar no ar as competições das Olimpíadas de Inverno, realizadas em Pequim.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....