Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MUDANÇA DE RUMO

Análise: Globo de Ouro desperta com premiação surpreendente e inclusiva

Cerimônia deste ano coroou o trabalho de atriz trans e valorizou trama sobre a escravidão negra nos EUA

Publicado em 10/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Sob muita pressão, o Globo de Ouro realizou a 79ª edição na noite de domingo (9). Nas categorias de séries, a resposta à falta de diversidade e representatividade de premiações passadas foi surpreendente. Saíram como vencedores da noite um ator sul-coreano (O Yeong-su, de Round 6), uma atriz trans de origem latina (Mj Rodriguez) e uma trama sobre a escravidão negra nos Estados Unidos (The Underground Railroad).

Esses destaques não são pouca coisa em uma cerimônia que entrega prêmios em 11 categorias televisivas. Ainda mais pelo fato de o Globo de Ouro ter recebido críticas por ser pouco (ou quase nada) inclusivo. Neste ano, um passo foi dado na direção ideal.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Há muito tempo Mj Rodriguez chama a atenção em Hollywood pelo papel de Blanca Rodriguez-Evangelista na excelente Pose (2018-2021). Ela agora está com o lugar assegurado na história como a primeira atriz trans a vencer o Globo de Ouro.

A vitória de O Yeong-su chega a ser mais chocante, pelo aspecto positivo. Aos 77 anos, ele roubou a cena em Round 6, na pele do jogador número 1 dentro da trama sul-coreana da Netflix que conquistou o mundo. Zebra, ele derrotou favoritos como Brett Goldstein (Ted Lasso), Kieran Culkin (Succession) e Billy Crudup (The Morning Show).

Muito elogiada pela crítica, The Underground Railroad recebeu dezenas de indicações para diversas cerimônias no atual circuito de premiações hollywoodiano. Porém, até então, tinha ganho apenas um troféu: melhor atuação, por Thuso Mbedu, no Gotham Awards. A consagração como melhor minissérie é merecedora e muito representativa.

Jeremy Strong em Succession, série grande vencedora do Globo de Ouro (Divulgação/HBO)

HBO domina o Globo de Ouro

Como esperado, Succession foi a série dona da noite, ajudando a HBO a esmagar a concorrência; o canal acumulou quatro vitórias. Três dessas foram do drama familiar: melhor drama, ator (Jeremy Strong) e atriz coadjuvante (Sarah Snook).

A rival Netflix só ficou com um troféu (o de Round 6). A segunda colocada no ranking de canais e plataformas com mais conquistas foi a HBO Max, serviço da Warner, com as duas vitórias de Hacks: melhor comédia e atriz (Jean Smart).

Os streamings Apple TV+, Hulu e Prime Video, mais o canal FX, abocanharam um troféu cada.

Confira abaixo os vencedores (em negrito) nas categorias de séries da 79ª edição do Globo de Ouro:

Melhor série dramática

Lupin (Netflix)
The Morning Show (Apple TV+)
Pose (Star+)
Round 6 (Netflix)
Succession (HBO)

*

Melhor série de comédia

The Great (Starzplay)
Hacks (HBO Max)
Only Murders in the Building (Star+)
Reservation Dogs (Star+)
Ted Lasso (Apple TV+)

*

Melhor minissérie ou telefilme

Dopesick (Star+)
American Crime Story: Impeachment (inédita no Brasil)
Mare of Easttown (HBO)
The Underground Railroad (Prime Video)
Maid (Netflix)

*

Melhor ator de série dramática

Brian Cox (Succession)
Lee Jung-jae (Round 6)
Billy Porter (Pose)
Jeremy Strong (Succession)
Omar Sy (Lupin)

*

Melhor atriz de série dramática

Uzo Aduba (In Treatment)
Jennifer Aniston (The Morning Show)
Christine Baranski (The Good Fight)
Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)
Mj Rodriguez (Pose)

*

Melhor ator de série de comédia

Anthony Anderson (Blackish)
Nicholas Hoult (The Great)
Steve Martin (Only Murders in the Building)
Martin Short (Only Murders in the Building)
Jason Sudeikis (Ted Lasso)

*

Melhor atriz de série de comédia

Hannah Einbender (Hacks)
Elle Fanning (The Great)
Issa Rae (Insecure)
Tracee Ellis Ross (Blackish)
Jean Smart (Hacks)

*

Melhor ator de minissérie ou telefilme

Paul Bettany (WandaVision)
Oscar Isaac (Scenes From a Marriage)
Michael Keaton (Dopesick)
Ewan McGregor (Halston)
Tahar Rahim (The Serpent)

*

Melhor atriz de minissérie ou telefilme

Jessica Chastain (Scenes From a Marriage)
Cynthia Erivo (Genius: Aretha)
Elizabeth Olsen (WandaVision)
Margaret Qualley (Maid)
Kate Winslet (Mare of Easttown)

*

Melhor ator coadjuvante

Billy Crudup (The Morning Show)
Kieran Culkin (Succession)
Mark Duplass (The Morning Show)
Brett Goldstein (Ted Lasso)
O Yeong-su (Round 6)

*

Melhor atriz coadjuvante

Jennifer Coolidge (The White Lotus)
Kaitlyn Dever (Dopesick)
Andie MacDowell (Maid)
Sarah Snook (Succession)
Hannah Waddingham (Ted Lasso)


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....