Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
ANÁLISE

This Is Us: o curioso caso da série cuja razão do sucesso é o choro do público

Drama chororô fenômeno chega ao fim nesta terça (24), nos EUA

Publicado em 24/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Quem recomenda This Is Us a uma pessoa próxima sempre faz algum alerta do tipo:se prepare, porque você vai chorar. O aviso é certeiro pois realmente não tem como escapar das lágrimas, não adianta. Nesta terça-feira (24), o drama chega ao fim nos Estados Unidos e entra para a história com a curiosa peculiaridade de ter feito sucesso à base do choro dos telespectadores; o episódio final entra no Star+ na quinta (26).

Geralmente, a recomendação de uma série vem acompanhada de observações triviais: “essa tem muita ação”, “aquela é para dar risada”This Is Us é a série do choro. Teve um tempo (terceira temporada) que predominou o pranto do desespero, pelo fato de exagerar em dramas ao colocar personagens no fundo do poço do desemprego e da depressão, por exemplo.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Mas na maioria das vezes, as lágrimas surgem de emoções genuínas, resultado de cenas de afeto, perda, amor, carinho…

Há seis anos, This Is Us nasceu com o desafio de revigorar a tradicional fórmula das séries familiares. Um dos truques foi sagaz: narrar a saga acompanhando a vida de múltiplas gerações de parentes, podendo assim abordar os mais variados temas, em épocas diferentes e com personagens bem distintos um do outro.

Melancolia foi algo muito presente, assim como a memória, ponto que dominou a parte final do enredo. Teve até uma dose de mistério sobre como o patriarca da família Pearson, Jack (Milo Ventimiglia), morreu. O destino dele ficou conhecido já no comecinho de This Is Us, porém a causa só foi revelada depois da metade da segunda temporada.

Contrabalanceando o choro

This Is Us conquistou tanta coisa, como quatro indicações ao Emmy de melhor drama e status de série mais vista da TV americana, pela qualidade fora do comum do roteiro. Tudo é muito bem contado e amarrado, deixando poucas pontas soltas. As adversidades e alegrias da vida convivem em harmonia nos episódios, fazendo com que o choro venha quando o público menos espera.

Por isso que a atração é especial. Mesmo a pessoa querendo segurar as lágrimas não dá. Os olhos brilham com as cenas. E a série tem isto: faz chorar ao olharmos no próprio espelho que é a tela pela qual estamos vendo os episódios. É a identificação do mundo real naquela trama fictícia.

O tal mistério de Jack ajudou a aliviar um pouco a choradeira, apresentando ao público quase uma investigação policial, desvendando pistas a cada episódio. Depois de resolver isso, This Is Us mergulhou em uma overdose de histórias tristes que extenuou o público. Quem contribuiu para isso encarnou a solução do problema.

Susan Kelechi Watson na série This Is Us

Quando Beth (Susan Kelechi Watson) enfrentou o desemprego, questionou a vida e quase se separou de Randall (Sterling K. Brown), This Is Us fez morada no vale. Após a personagem voltar a ficar de pé e de cabeça erguida, a série passou a ter na instrutora de dança o alívio cômico necessário para refrigerar o drama.

Beth, então, se tornou uma personagem hilária e necessária. Por conviver com o clã desde a juventude adulta, ela conhece os Pearsons de olhos fechados. Da boca dela saem os comentários mais engraçados e irônicos contra a parentada. 

Essa guinada foi o sinal dado de que Beth já tinha chorado demais e era hora de um sossego. E a estratégia funcionou perfeitamente, ainda mais na última temporada, quando Beth foi comediante e detetive particular ao mesmo tempo. 

A expressão alívio cômico faz toda a justiça a Beth. Porque um sorriso é sempre bem-vindo, seja depois de um choro ou o antecedendo.

Semana após semana, os fãs de This Is Us usam as redes sociais para registrar que nunca choraram tanto acompanhando um episódio, até vim o próximo e dizerem a mesma coisa. Porém, agora não tem mais outro, é o último. Por isso cabe o recado: “se prepare, porque você vai chorar”. E torcer para Beth fazer uma piadinha sem graça, aliviando assim o clima. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....