Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
RECAP

The Walking Dead: vilão vence e personagem morre em episódio anticlímax

Drama zumbi encerrou no domingo (10) a segunda parte da 11ª e última temporada

Publicado em 10/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A série The Walking Dead chegou no chamado midseason finale, o fim da segunda parte (de três) da 11ª e última temporada. Tradicionalmente, o drama zumbi arma ganchos espetaculares e capítulos explosivos nessas ocasiões especiais, antes da pausa de abril. Mas desta vez foi diferente, com vilão vencendo e morte de personagem crucial. Fora o anticlímax brutal devido à armadilha armada pela própria atração.

[Atenção: spoilers a seguir]
Exibido no domingo (10), o 16º episódio da atual temporada de The Walking Dead já está disponível no Star+. Intitulado de Acts of God, o capítulo concluiu a caçada de Lance Hornsby (Josh Hamilton) contra Maggie (Lauren Cohan), de olho em conquistar Hilltop e dar continuidade ao plano de expansão de Commonwealth.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Para tanto, o vilão fez um pacto com Leah (Lynn Collins). A guerreira aceitou a proposta do diretor de operações: matar Maggie em troca do perdão por ter roubado uma carga de armas e munições da poderosa comunidade.

Nesse ponto, The Walking Dead poderia sair da previsibilidade pelo fato de Leah ter sido apresentada como uma mulher de várias faces, sem necessariamente mostrar-se leal. Até em um pequeno momento durante o episódio, parecia que ela iria romper o compromisso com Lance. Caso isso se concretizasse, seria bem interessante.

Mas não. Leah seguiu rumo à Hilltop para assassinar a viúva. Ambas carregavam uma rixa antiga e precisavam acertar as contas. Aqui veio o grande anticlímax. Todos sabem que Maggie não vai morrer em The Walking Dead, pois ela será protagonista de um spin-off ambientado no futuro.

Logo, todo jogo de cena entre Leah e Maggie tinha como final apenas um caminho. Pior ainda foi que, após capturar a viúva, a mercenária não a matou logo de cara. Amarrou o alvo em uma cadeira e esperou ela acordar de um desmaio para trocarem frases bélicas de impacto. E depois travaram uma luta cuja vencedora estava certa de antemão.

Toda aquele entrevero de Leah e Maggie foi sem graça, pois o final era conhecido. O fato de Maggie ter ficado, literalmente, com a faca no pescoço, não causou nenhum desespero no fã da série. E até mesmo o resgate feito foi previsível.

Daryl apareceu na cabana onde as duas estavam e salvou… Maggie, óbvio. Instantes antes de Leah cortar o pescoço da viúva, o galã do apocalipse zumbi não hesitou em resgatar a amiga de longa data e matou a mulher que um dia ele amou.

Bandeira de Commonwealth desenrolada no muro de Hilltop

Vitória do vilão

Muito do que rolou nesse bloco de oito episódios (parte 2 de 3) envolveu o plano tático de Lance contra Maggie, após ela ter recusado se aliar com a Commonwealth.

Isso porque Lance tem um plano, sem a motivação por trás dele evidentemente conhecida, de expandir o poder dentro da comunidade imponente. Na estratégia dele, era preciso unir Alexandria (sob domínio de Commonwealth desde o começo da empreitada), Colônia Hilltop e Oceanside (santuário esse fiel à Maggie).

Então, Lance precisava assumir o controle de Hilltop para conquistar Oceanside e fechar essa tríplice aliança. Após Maggie fugir da colônia, o vilão tomou para si o local e, na base da força, invadiu Oceanside. Essas três comunidades agora estão sob a bandeira de Commonwealth.

O que a parte final de The Walking Dead vai revelar é a verdadeira intenção de Lance por trás desse plano, que pode ser aumentar a influência dele em Commonwealth ou ganhar força suficiente, principalmente entre os militares, para aplicar um golpe e tirar a governadora Pamela Milton (Laila Robins) do comando.

Em relação aos sobreviventes, quem está dentro de Commonwealth age para expor os podres da comunidade, ação que deve ajudar Lance, pois Pamela será pintada como mentirosa e manipuladora, bomba que tem potencial de colocar a população contra ela e fortalecer a resistência civil. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....