Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
CAIU DO CÉU

Stranger Things retorna para (tentar) aliviar crise de imagem da Netflix

Quarta temporada do drama sobrenatural teen estreia nesta sexta (27)

Publicado em 27/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Fuga de assinantes, perda bilionária de valor no mercado, onda de demissões… Em dez anos de investimentos no mundo do entretenimento, a Netflix nunca passou por uma crise como a de agora. O que mais se viu nos últimos dias foram manchetes negativas sobre a gigante do streaming. Por isso, Stranger Things 4 caiu do céu. Agora resta torcer para que a imagem pública da empresa sofra menos arranhões nas próximas semanas.

Lançada em 2016, Stranger Things é a produção mais importante da Netflix, no quesito alcance de público e entrada na cultura pop. Quase três anos sem qualquer novidade, o streaming do tudum acredita que os assinantes vão devorar o drama sobrenatural assim que a nova leva de episódios estrear, nesta sexta-feira (27).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A esperança é que essa maratona em massa gere comentários positivos sobre a série, prova de que ainda é relevante. Existe o risco contrário, claro, de as opiniões serem ruins. Mas a expectativa é ver o lado favorável prevalecendo.

É difícil associar o sucesso de uma série da Netflix com a chegada de novos assinantes. No período de Round 6, por exemplo, a empresa não sentiu tanto assim um crescimento avassalador de clientes. O histórico fracasso do primeiro trimestre deste ano contou com a estreia da segunda temporada de Bridgerton, atual série de língua inglesa mais vista da plataforma.

Será interessante observar como os fãs de Stranger Things, novos ou de longa data, vão reagir com os episódios inéditos. O hiato de quase três anos entre uma leva e outra pode provocar um revés.

Fora isso, há outro detalhe. Embora estreie no final da temporada 2021-2022 da TV americana (ou seja, menos atrações no ar), Stranger Things vai ter uma concorrência direta. O Disney+ marcou para o mesmo dia 27 o lançamento de Obi-Wan Kenobi, tratada como a maior série do universo Star Wars já feita.

Menu especial do Burguer King inspirada em Stranger Things

Marketing agressivo

A Netflix não poupou dinheiro com Stranger Things 4, acreditando piamente que haverá ali um retorno financeiro. Segundo informações do Wall Street Journal, foram gastos US$ 30 milhões (R$ 144 milhões) por episódio na produção da série.

Há mais ou menos um ano, a Netflix tem se dedicado a promover a volta de Stranger Things. Uma hora aparecia um teaser, na outra fotos da leva eram divulgadas… Tratava-se da preparação do terreno antes da estreia da quarta temporada.

E existe uma campanha de marketing global e agressiva para promover a atração. A Netflix praticamente fez de tudo para sugar o máximo de Stranger Things, vendendo produtos que vão de cosméticos a roupa, passando por mochilas. Outras parcerias foram feitas tipo a com o Burguer King no Brasil (waffle, sundae e batata frita inspiradas na série), Domino’s no Estados Unidos e PepsiCo., com a Ruffles, no México. 

A medição do sucesso de Stranger Things será imediata. Logo no final de semana dará para ver o quanto a série está sendo bem (ou mal) recebida. A gigante do streaming aguarda nada menos do que um feedback espetacular, não somente para melhorar a imagem perante o público, mas para justificar todo o dinheiro investido.

Nesta sexta-feira (27), entra na Netflix o primeiro volume da quarta temporada de Stranger Things, composto por sete episódios. O segunda volume estreia em 1º de julho, com os dois capítulos restantes. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....