Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
EX-MODELO

Antes de Outlander, Caitríona Balfe considerou largar carreira de atriz

Protagonista de uma das séries mais populares da atualidade está cotada ao Oscar deste ano

Publicado em 06/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Estrela no mundo das séries e cotada ao Oscar pelo filme Belfast (2021), Caitríona Balfe por pouco não abandonou a carreira de atriz antes de conseguir o maior papel da carreira: ser a protagonista de Outlander. Com trajetória de modelo de sucesso, ela entrou no ramo da atuação tarde, aos 29 anos, e a demora para vingar quase a fez desistir da empreitada.

É o que ela revelou à revista Vanity Fair, em um longo perfil da edição de janeiro da publicação prestigiada, na qual Caitríona é capa. Em 2013, os testes para atuar em Outlander “eram só mais um entre centenas de outros”, contou a atriz. 

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Caitríona estava desanimada devido às rejeições e aos papéis nada empolgantes que conseguia naquela época. A irlandesa decidiu mudar o rumo da vida profissional após uma década trabalhando de modelo, desfilando em passarelas ao redor do mundo vestindo grifes do nível de Chanel, Valentino, Alexander McQueen e Givenchy.

Ela fazia parte do casting da Ford Models e morava em Paris. Ao ir para Nova York, a jovem começou a fazer aulas de atuação. A vida lhe colocou na frente um namorado residente em Los Angeles, a terra de Hollywood, e veio a escolha de dar um salto no escuro e arriscar beliscar um espaço na indústria de entretenimento americana.

Mudança de rumo

“Eu sabia que tinha paixão por atuar”, disse Caitríona Balfe à Vanity Fair. “Eu sabia que era algo que, se tivesse a chance de fazer, atacaria com tudo o que tinha”. Os avanços foram feitos com consciência, principalmente sabendo que, para Hollywood, começar a carreira com 29 anos é bastante inadequado.

Os papéis cravados eram pequenos. Sem aquele trabalho empolgante, ela ia tocando a vida até ganhar uma injeção de ânimo ao entrar no elenco de Super 8 (2011), longa produzido, roteirizado e dirigido por J.J. Abrams, mago da ficção científica. “Bem, se uma pessoa desse nível, que é realmente incrível e bem-sucedida, te coloca um selo de aprovação, então talvez isso signifique algo”, relembrou, motivada.

Contudo, essa empolgação foi vencida pela frustração e a convicção de ser uma atriz dissipava. Então veio 2013, ano no qual recebeu a missão de viver a personagem Claire Fraser na série Outlander, uma mulher casada e enfermeira da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), transportada para meados do século 18, onde acabou se apaixonando por Jamie (Sam Heughan).

Outlander deu a ela muita versatilidade. Ali, abriu-se as cortinas do palco no qual a atriz mostrou o talento e provou ser merecedora de um lugarzinho em Hollywood. A dedicação para fazer a série, de nove meses a um ano de gravação, impediu que emplacasse projetos paralelos, porém.

Poucas oportunidades surgiram sim nesses quase dez anos de Outlander. Mas a atual realmente é de destaque, no filme Belfast. Especialistas a colocam na disputa pelo Oscar de melhor atriz coadjuvante. E isso deve ser o começo. “Sinto que estou nos primeiros passos da minha carreira”, falou Caitríona, aos 42 anos. “Isso porque eu iniciei muito tarde [como atriz].”

A sexta temporada de Outlander está programada para estrear em 6 de março.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....