Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
CORTES NA EDIÇÃO

Sexo ‘miojo’ de Bridgerton demorou 2 dias para ser gravado

Muitas cenas de pegação para valer foram feitas, mas não entraram nos episódios da 2ª temporada

Publicado em 08/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

[Atenção: spoilers a seguir]
O assunto que dominou as rodas de conversa sobre a segunda temporada de Bridgerton foi o sexo (ou melhor, a falta dele). Em comparação com o ano de estreia, a atual leva de episódios foi comportadíssima. Isso apesar de muitas cenas de pegação terem sido gravadas. A equipe do drama de época passou dois dias registrando a primeira vez de Kate (Simone Ashley) com Anthony (Jonathan Bailey). Mas nem três minutos de cena foram aproveitados.

Esse detalhe foi revelado por Lizzy Talbot, a coordenadora de intimidade de Bridgerton, ao site Insider. “Foram dois dias dedicados ao sétimo episódio [cena de sexo que durou dois minutos]. Então, você pode imaginar que há muito mais do que aquilo que entrou no capítulo. Sempre acontece de cenas de sexo serem cortadas na edição final”, falou a produtora.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Lizzy aproveitou para explicar o porquê de o sexo aparecer tão pouco na segunda temporada. A justificativa faz sentido: “Na primeira temporada, nós conhecemos Daphne [Phoebe Dynevor] e exploramos o despertar sexual dela. Ela casou cedo [na história da temporada] e a relação íntima foi melhor explorada.”

Anthony e Kate se tornaram marido e mulher só no final da segunda temporada, que foi focada no cortejo do primogênito Bridgerton com Edwina (Charithra Chandran), a irmã de Kate.

Estamos no período da regência britânica”, contextualizou Lizzy. “Então, vemos uma interação mais proibida e emocionalmente carregada entre Anthony e Kate. Só no desfecho da temporada essa amarra foi solta, com a confirmação da relação.”

Ela parabenizou Bridgerton por ser “justa com os personagens”, reforçando que o sexo na trama não é gratuito. “Continuamos fiéis ao olhar feminino e ao ponto de vista apresentado por Bridgerton, de ser correta em relação às histórias dos personagens nessa jornada do amor proibido”, concluiu. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....