Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
PRÉVIA

Ruptura crava indicação no Emmy; veja análise dos melhores dramas da temporada

Confira quais são as principais séries candidatas a disputar o maior prêmio do Oscar da TV

Publicado em 13/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A sensacional primeira temporada de Ruptura, encerrada na última sexta-feira (8), coloca a série da Apple TV+ como concorrente certa na disputa pelo Emmy de melhor drama neste ano. Com um verdadeiro show em todos os aspectos de produção (roteiro, atuação, direção…), Ruptura se junta a Succession (HBO) e Round 6 (Netflix) entre os nomes mais sólidos e inquestionáveis na principal categoria do Oscar da TV.

O Observatório da TV apresenta uma análise das séries com potencial de serem indicadas como melhor drama no Emmy, parecer enxuto acerca das atrações realmente capacitadas de estarem na cerimônia. Foi feita uma separação entre as favoritas, as com grandes chances e as que brigam pelas últimas vagas.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O Emmy de 2022 colocará oito séries na categoria de melhor drama. Podem concorrer atrações exibidas entre 1º de junho de 2021 e 31 de maio de 2022. Os indicados serão conhecidos em 12 de julho.

Confira os melhores dramas da temporada (até agora) dignos de serem indicados ao Emmy:

Elenco de Round 6; série obteve nove vitórias no circuito de premiações

Favoritas

Round 6: O drama sul-coreano, maior série de 2021, está com a indicação assegurada. E não apenas pela popularidade, mas sim pelo ótimo desempenho apresentado no circuito de premiações hollywoodianas: foram nove vitórias e 22 indicações

Ruptura: Com séries do mais alto nível, a Apple TV+ finalmente conseguirá a primeira indicação ao Emmy de melhor drama com Ruptura. A atração é a pura representatividade de uma série bem desenvolvida e executada, além de apresentar uma estrutura de narrativa e de atuação diferente da moda hollywoodiana, reafirmando a originalidade.

Succession: Por mais que Ruptura seja excelente e Round 6 tenha um impacto sem igual na história das séries, Succession é a favorita para levar o Emmy de melhor drama pela terceira temporada, repetindo o feito conquistado com a segunda leva, em 2020. Não só isso: a série tem força para terminar a cerimônia com o maior número de estatuetas conquistadas.

Maude Apatow brilhou na segunda temporada de Euphoria

Grandes chances

Euphoria (exibida no Brasil pela HBO): Carregada por Zendaya, vencedora do Emmy, Euphoria entregou uma segunda temporada melhor do que a primeira, evolução sentida em todos os departamentos, principalmente o de atuação; a série deve ter representantes em todas as categorias no Oscar da TV.

This Is Us (Star+): Somente a quarta temporada de This Is Us não concorreu ao Emmy de melhor drama. Os votantes da Academia de Televisão Americana, organizadora da premiação, tendem a premiar uma série do calibre de This Is Us com a última temporada, se não pela leva em si, pelo conjunto da obra. Como não tem chance de arrebatar a estatueta, a indicação seria uma vitória.

Yellowjackets (Paramount+): Hit fora do radar, Yellowjackets se enquadra naquela lista de séries que se estivesse disponível na Netflix seria um estouro de proporções mundiais. O drama cheio de suspense e com duas linhas do tempo agradou por ser classudo, de rara qualidade performática.

Cynthia Nixon e Christine Baranski (ao fundo) em A Idade Dourada

Na briga

A Idade Dourada (HBO): A Academia de Televisão simplesmente adora produções como A Idade Dourada, vide as 69 indicações dadas a Downton Abbey (2010-2015). Do mesmo criador do drama britânico, a série estreante da HBO deve fazer a festa em figurino, penteado e direção de arte. Beliscar uma vaga de melhor drama não seria surpresa.

Lakers: Hora de Vencer (HBO): Com um elenco de grife e produção diferentona, com vários filtros aplicados na tela, Lakers: Hora de Vencer é uma série padrão Emmy. O problema é a forte concorrência. A série esportiva pode muito bem ser a nona melhor para a academia, a primeira fora da lista final. 

Ozark: Indicada a melhor drama em 2019 e 2020, Ozark não fez (ainda) uma quarta temporada formidável; falta o segundo volume, a ser lançado no próximo dia 29. Mas por ter marcado presença antes, a repetição de uma indicação é provável. 

Yellowstone (Paramount+): Série mais vista de toda a TV americana, mesmo sendo atração da TV paga, Yellowstone só chamou a atenção das premiações hollywoodianas agora, com a quarta temporada (elenco indicado ao SAG, cerimônia realizada pelo sindicato dos atores). Seria um ar de refresco, além de puro merecimento, uma indicação para a série.

De olho

Better Call Saul (Netflix) e Stranger Things (Netflix): Como dito anteriormente, podem se inscrever para o Emmy de 2022 séries lançadas até 31 de maio. A sexta e última temporada de Better Call Saul e a quarta temporada de Stranger Things ainda não estrearam e, se cumprirem o que fora feito antes, são fortes candidatas a receber indicações ao Emmy de melhor drama.

É preciso esperar para ver o que ambas vão apresentar. Porém, o passado fala bem delas. Better Call Saul disputou o Emmy de melhor drama com cada uma das cinco temporadas anteriores. E Stranger Things também foi indicada por todas as três temporadas feitas até agora. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....