Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MAGISTRAL

Entenda os símbolos da vinheta de abertura de A Roda do Tempo

Estúdio que fez a vinheta de Stranger Things, vencedora do Emmy, produziu a peça da série do Prime Video

Publicado em 09/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A Amazon despejou uma fortuna na série de fantasia A Roda do Tempo e não esqueceu da vinheta de abertura. Magistral, a sequência deve ser observada detalhadamente, segundo a segundo, pois ali há símbolos interessantes para entender a trama. Fora o fato de admirar uma peça feita pelo mesmo estúdio que criou a abertura premiada de Stranger Things (Netflix).

Um total de 17 pessoas trabalharam nessa vinheta, entregue pelo Imaginary Forces, um dos estúdios mais respeitados de Hollywood, especializado em vídeos do tipo. Além de Stranger Things, que venceu o Emmy de melhor abertura, saíram de lá produções brilhantes como as de Cowboy Bebop (Netflix) e Fundação (Apple TV+).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Os segredos da abertura de A Roda do Tempo

A vinheta de A Roda do Tempo completa um ciclo. No começo, aparece um fio se rompendo. Fios são proeminentes na obra homônima na qual a série se baseia, composta de 14 livros, e estão diretamente conectados com o Poder Único, canalizado pelas feiticeiras Aes Sedai, assim como na formação do chamado de Padrão (que, basicamente, é o todo do universo apresentado na trama).

Antes de o fio romper, percebe-se uma ponta clara e outra escura. O que simboliza os dois lados possíveis do Poder Único, feminino (saidar) e masculino (saidin), de fazer o bem ou o mal, de salvar ou destruir.

Logo após, uma série de fios dourados se entrelaçam e começam a formar um tapete. Ao mesmo tempo, entram em cena pedaços de máquinas de tecelagem, outro elemento importante em A Roda do Tempo.

Uma Ajah Marrom segura livro na vinheta da série do Prime Video (Reprodução)

As cores das Aes Sedai

Aos poucos, a tapeçaria recebe cores, representando os sete grupos das Aes Sedai, os Ajahs: azul, vermelho, branco, verde, marrom, cinza e amarelo. Sete mulheres ganham vida, uma de cada facção.

O vídeo passa pelos rostos delas e dão dicas de quem são. A Ajah Amarela é retratada em uma pose de santa, por ser especializada em cura. A marrom está com um livro nos braços, pela dedicação que tem aos estudos e ser cuidadora da biblioteca da Torre Branca. A verde segura uma arma, por ser a guerreira das Aes Sedai.

No tapete, elas estão opostas umas às outras. Em uma imagem do alto, todas aparecem em destaque. Até que as cores se misturam em um círculo. Elas somem e surge uma cobra infinita, em um espiral. 

Dentro da narrativa de A Roda do Tempo, a grande serpente é o emblema do ciclo eterno e natural do tempo. As Aes Sedai usam um anel de ouro com esse animal estilizado.

Então, outro fio aparece, igual ao começo da vinheta. E mais um ciclo se inicia. É uma amostra da frase repetida à exaustão no livro e na série: “A Roda tece como a Roda deseja“.

Veja a abertura de A Roda do Tempo:


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....