Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
DETALHE

Round 6 fica fora de prêmios dos roteiristas e diretores; saiba por quê

O drama sul-coreano da Netflix, após conquistar o mundo, mira o circuito de premiações

Publicado em 06/11/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Após virar sensação em todo mundo e bater recordes de audiência na Netflix, a série sul-coreana Round 6 está de olho no circuito de premiações nos Estados Unidos. Por questões de regulamento, o drama sangrento não poderá entrar na disputa das cerimônias promovidas pelos sindicatos dos roteiristas e diretores.

Isso devido ao fato de Hwang Dong-hyuk, cineasta que escreveu e dirigiu todos os nove episódios de Round 6, não ser filiado aos respectivos sindicatos. A carteirinha de integrante é item primordial para a inscrição nesses prêmios. A Netflix confirmou, ao site IndieWire, que de fato o drama asiático ficará de fora do WGA (evento dos roteiristas) e DGA (diretores).

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A mesma exigência não se repete nas cerimônias feitas pelos sindicatos dos produtores (PGA) e dos atores (SAG). Nessas duas premiações, Round 6 está elegível. Enquanto na dos produtores a série é quase uma certeza de indicação, entre os atores e elenco a briga é mais acirrada.

Por enquanto, Round 6 acumula indicações em dois eventos americanos. No Gotham Awards, a atração da Netflix foi lembrada nas categorias de série revelação de longa duração e melhor atuação em série novata (Lee Jung-jae). Já no People’s Choice Awards, ela disputa o troféu de série digna de maratona.

Pensando no maior palco de todos o Emmy, Round 6 vai se inscrever na versão americana (o Primetime), deixando a Internacional de lado. E vai competir como drama, ao invés de minissérie.

Em escala global, a série foi indicada ao Rose d’Or, prestigiado prêmio suíço que desde 1961 condecora atrações da TV mundial. Round 6 está na categoria de drama, junto com Mare of Easttown (HBO), It’s a Sin (HBO Max), Help, Time by Jimmy McGovern e Bridgerton (Netflix).


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....