Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
ANÁLISE

Netflix acerta com lançamento inusitado de Cobra Kai, atual série nº1

Série da franquia Karatê Kid foi o programa mais visto na Netflix no primeiro dia de 2022

Publicado em 02/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Chamou a atenção a data escolhida pela Netflix para lançar a quarta temporada de Cobra Kai: 31 de dezembro de 2021. A estreia de uma série tão emblemática poderia ser ofuscada pela farra de final de ano, um feriado universal. Mas isso não aconteceu. A atração filhote da franquia Karatê Kid bombou e assumiu o posto de programa mais visto da plataforma assim que os novos episódios chegaram.

No primeiro dia de 2022, Cobra Kai apareceu como a atração número 1 no ranking top 10 da Netlfix brasileira, à frente do filme Não Olhe para Cima (2021) e da novela infantil Carinha de Anjo. 

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Há uma razão para o tremendo sucesso, mesmo no último dia do ano. Não importa qual tipo de festa no Réveillon, a TV ligada é uma presença certa, na sala ou na cozinha. Sem contar o fácil acesso à Netflix em um aparelho celular. Se a opção de passatempo foi uma série, Cobra Kai caiu como uma boa pedida.

Despretensiosa, a trama é muito fácil de acompanhar, com diversas soluções previsíveis, que mesmo o espectador inexperiente consegue antecipar. Isso torna a experiência televisiva mais leve, sem ser necessária a dispensa de uma atenção exclusiva.

Embora haja a abordagem de temas densos, tipo bullying e abandono parental, Cobra Kai tem um jeito de tratar tais questões sem uma dramaticidade carregada, evitando a exposição mais dilacerante dessas situações, apontando a superação como saída. 

É uma típica construção de cena de filmes voltados à família, como se estivessem em uma sessão da tarde.

William Zabka prepara um chute na 4ª temporada de Cobra Kai – Imagens: Divulgação/Netflix

Rivais, mas aliados

A história da quarta temporada contribuiu a esse clima de positividade. Adversários, Johnny Lawrence (William Zabka) e Daniel LaRusso (Ralph Macchio) tiveram de reunir dojôs rivais em prol de um inimigo em comum: o Cobra Kai, comandado por John Kreese (Martin Kove).

A narrativa adotou o caminho de superar as adversidades na base do “maior é o que nos une do que o que nos separa”. Essa estratégia serviu tanto para desenvolver ainda mais a relação prioritária da série, entre os protagonistas Johnny e Daniel, assim como avançar e adentrar nas boas histórias retiradas do núcleo adolescente.

O resgate de um vilão clássico, o grandão Terry Silver (Thomas Ian Griffith), antagonista de Karatê Kid 3: O Desafio Final (1989), só colaborou para a boa trama da quarta temporada, preparando o terreno para um torneio agitado e importante entre os caratecas da série.

Tudo isso foi amarrado em episódios curtos (apenas o último ultrapassou a marca dos 40 minutos), o que só facilitou ainda mais a maratona. A Netflix tem lá os erros dela, mas também acerta em vários detalhes ao produzir uma atração. Cobra Kai é um exemplo; já está com a quinta temporada confirmada.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....