Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
ANÁLISE

Prelúdio de Sopranos rejuvenesce personagens da série com perfeição

Filme da HBO Max, The Many Saints of Newark é cirúrgico na viagem ao passado do drama lendário

Publicado em 08/11/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Disponível no streaming HBO Max, o filme The Many Saints of Newark (Os Muitos Santos de Newark – Uma História da Família Soprano) rejuvenesceu com perfeição os personagens da série The Sopranos (1999-2007), contando um prelúdio do drama premiadíssimo e que revolucionou o modo de fazer TV.

O longa se passou no final dos anos 1960 e começo da década seguinte. Figuras clássicas da atração, como Paulie Gualtieri, Silvio Dante e Livia Soprano foram encarnados brilhantemente pelos atores do filme, imitando direitinho os traços, jeito de falar e postura em réplicas comportamentais cirúrgicas.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

É até difícil realçar quem foi melhor. Vera Farmiga capturou com precisão a mãe de Tony Soprano (Michael Gandolfini), a irritadiça Livia. A matriarca mostrou-se explosiva, rancorosa e capaz de mudar de humor em um estalar de dedos, exatamente como agia na série.

Chega a assustar como Billy Magnussen, um ator longe de ser o suprassumo da profissão, pegou bem a natureza de Paulie. Chamou a atenção o sotaque e a mania características de fazer um gesto com a mão formando “um chifre invertido”, balançando-a para os lados.

Na pele de Silvio, John Magaro exagerou nas expressões e cacoetes, tal qual o personagem em Sopranos. Aquele tom conciliador, de buscar fazer as pazes e resolver as coisas na base tolerância esteve presente no filme. A chama de se dar bem com todo mundo nasceu ali.

Vale também uma menção a Corey Stoll, como Junior Soprano. Careca e de óculos, o ator foi magistral interpretando o temperamental tio de Tony. Parecia que era um Dominic Chianese mais novo, ator intérprete do personagem no drama da HBO.

A responsabilidade maior no elenco afiado de The Many Saints of Newark estava nos ombros de Michael Gandolfini. Ele teve de viver a versão jovem do mafioso Tony, papel eternizado pelo pai, James (1961-2013). Fica claro que o menino se preparou bem, cravando cada detalhe da maneira de se comportar de Tony. Uma interação com a mãe, na cozinha, foi o ponto alto.

Embora o filme tenha ido mal nos cinemas, um fracasso de bilheteria, a produção conseguiu um bom desempenho na plataforma americana da HBO Max, que impulsionou maratonas da atração mãe. 

Executivos da Warner iniciaram conversas para criar uma série filhote de The Sopranos. No caso, a história estaria situada entre o final do filme e o começo do drama televisivo.

Veja o trailer, legendado, de The Many Saints of Newark:


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....