Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
XINGAMENTOS

HBO Max transforma Pacificador em Caio Ribeiro ao suavizar palavrões contra Batman

Só faltou o streaming da Warner usar o icônico 'bananão', marca registrada do comentarista da Globo

Publicado em 21/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A HBO Max transformou o supervilão Pacificador (John Cena) no ex-jogador Caio Ribeiro em cena do polêmico episódio no qual o herói boca suja disparou xingamentos pesados contra Batman. Nas versões dublada e legendada em português, os palavrões em inglês ganharam traduções mais suaves, como “babaca”. Só faltou usar o icônico “bananão”, marca registrada do comentarista de futebol da Globo.

James Gunn, criador da série Pacificador, levou um puxão de orelha da DC por colocar essa cena na atração. No final das contas, a editora permitiu que um dos seus principais heróis fosse achincalhado em um piti épico protagonizado pelo mercenário Christopher Smith, identidade civil do Pacificador.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Mais ou menos boca suja

No original, Pacificador xingou o Batman com três palavrões: “pussy” “jackass” e “candy ass”. Desses o primeiro é o mais sujo, por ser uma ofensa homofóbica (n.e: decidimos não traduzir a expressão na forma literal). A versão legendada escolheu a palavra “maricas”, termo tão obsceno quanto aos mais graves. Na dublagem, ficou “otário.”

“Jacakass”, que até foi título de um programa famoso na MTV, é mais brando: significa “idiota”, opção usada na legenda. Já na dublagem, a tradução ficou como “babaca.”

Por fim, “candy ass” recebeu a adaptação mais fidedigna de todas na legenda (“cu doce”). Enquanto que “otário”, de novo, entrou na versão dublada.

Mel Tuck (à esq.) com John Cena na série Pacificador (Divulgação/HBO Max)

A cena polêmica

Disponível desde quinta-feira (20) na HBO Max, o quarto episódio da primeira temporada de Pacificador entrou para a história com o chilique do herói interpretado por John Cena contra a lenda Batman.

Ao visitar a casa do pai, ele encontrou o vizinho enxerido, que adora provocar o supervilão. Lá pelas tantas, o velhinho disse “Batman não mata pessoas”. Ele citou o Cavaleiro das Trevas por ser um herói com quem Christopher Smith se compara. O aparente comentário inocente foi o estopim do piti.

[Tradução da versão legendada] “Porque ele é um maricas, um idiota, que luta com assassinos vestidos de palhaços e manda eles pra prisão”, devolveu Pacificador. “Daí, eles escapam da prisão e depois matam mais pessoas… Me responda: quantas pessoas você acha que Batman matou indiretamente por fazer cu doce, não matando esses otários que claramente precisam ser apagados de vez?”

Em entrevista para um podcast da revista The Hollywood Reporter, James Gunn, showrunner de Pacificador, ficou surpreso pelo fato dessa cena ter sido autorizada, “porque eles [executivos da DC] torceram o nariz ao saber que o Pacificador chamaria o Batman de maricas”. No fim, a diretoria da editora deixou essa ousadia passar.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....