Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MERCADO

Entenda por que a nova Warner não quer ganhar a guerra dos streamings

A futura (e poderosa) Warner Bros. Discovery vai adotar modelo de negócio contrário ao da Netflix

Publicado em 24/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No final deste primeiro semestre, salvo qualquer impasse fora do radar, será oficialmente feita a fusão entre a WarnerMedia e a Discovery, surgindo uma nova Warner batizada de Warner Bros. Discovery. Executivos por trás dessa negociação asseguraram, em conferência com investidores nesta quinta-feira (24), que vão entrar no jogo sob o espírito do “importante é competir”. Eles não têm interesse em ganhar a guerra dos streamings.

Por que adotar essa postura? David Zaslav, diretor-executivo da Discovery, deixou claro que a nova empresa não vai embarcar na corrida visando vencer “a guerra dos gastos”, como rotulou o duelo travado principalmente por Disney e Netflix que loucamente produzem conteúdo para ofertar ao público.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

“Nós iremos sim investir em conteúdo, mas não vamos agir tipo ‘vamos gastar mais US$ 5 bilhões nisso’”, falou Zaslav aos financiadores. “Nós seremos espertos e cuidadosos. Não vamos gastar apenas para ter mais conteúdo na plataforma.”

Em outras palavras, Zaslav indica que a Warner Bros. Discovery vai copiar o modelo da HBO, empresa parte da WarnerMedia e dentro no novo conglomerado. O canal premium tem como lema apostar mais em qualidade do que em quantidade.

“Veja o que Casey [Bloys, chefe de conteúdo da HBO] faz. Ele tem Euphoria, Succession e agora o drama de época A Idade Dourada. Será que a HBO estaria melhor se tivesse mais outras três séries de sucesso?”, questionou o executivo.

Para se ter uma ideia, a expectativa é que a Netflix gaste, em 2022, US$ 17 bilhões (R$ 87 bilhões) em conteúdo. No caso da Disney, o valor chega a US$ 23 bilhões (R$ 117 bilhões). A Warner Bros. Discovery deve vim com algo em torno dos US$ 10 bilhões.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....