Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
NUDEZ MASCULINA

HBO Max estreia série feminista sobre revista erótica com homens pelados

Conheça Minx: Uma para Elas, comédia inspirada em publicações reais dos anos 1970

Publicado em 16/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A roteirista Ellen Rapoport rodou Hollywood inteira atrás de interessados em fazer uma série feminista sobre revista erótica com abundância de homens pelados em ensaios do tipo “sexy sem ser vulgar”. Após ouvir muitos nãos e recusas desanimadoras, ela encontrou amparo na HBO Max. Quase um ano e meio depois chega a comédia Minx: Uma para Elas na plataforma da Warner, estreando na quinta-feira (17).

Há na TV americana um formato de série clássico que narra a rotina em ambientes de trabalho. E tem de tudo nessa seara, como o expediente em supermercado (Superstore), escritório (The Office), televisão (30 Rock) e tantos outros lugares. Nunca houve trama dentro de uma “Playboy feminina”, no entanto.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Ellen Rapoport teve a ideia de Minx inspirada em revistas verdadeiras dos anos 1970, tipo Playgirl (sem qualquer vínculo com a Playboy) e Viva (esta ligada à Penthouse). Tais publicações desfrutaram de certa popularidade entre as mulheres por misturar grandes reportagens jornalísticas e propagandas de grifes com homens sarados completamente nus.

Minx se passa justamente no começo da década de 1970. Naquele período, o feminismo estava no chamada Segunda Onda, movimento em que as mulheres exigiam igualdade com os homens no trabalho e na sociedade. 

Bandeiras fortes da militância incluíam a sexualidade, direitos sobre reprodução, papel dentro da família, entre outros. Ali foi o embrião da crítica ao patriarcado e ao mundo dominado pelos homens, apontando distorções estruturais no tratamento às mulheres.

As revistas Playgirl e Viva publicavam artigos de dez mil palavras sobre esses temas, contribuição importante na discussão social. Acontece que logo após o fim de uma reportagem densa, na página seguinte surgia um homem pelado, com o pênis ereto, deitado em uma cama, por exemplo.

Jake Johnson com Ophelia Lovibond na série Minx

Editora intelectual e politizada

Todo esse clima promete ser abordado na série Minx. A trama mostra a intelectual e politizada Joyce (Ophelia Lovibond) na jornada inglória de tentar vender a ideia de uma revista feminista diferentrona para a época (1971).

“Este país [os Estados Unidos] trata as mulheres como cidadãs de segunda classe. Somos desprezadas, mal pagas e ficamos sobrecarregadas. Nós merecemos uma revista que nos inspire”, disse Joyce, durante uma feira de editoras. A ideia de revista dela era mais comportada. A publicação tinha o nome de O Despertar do Matriarcado.

Bom, ninguém quis saber dessa enrascada. Mas um ser excêntrico se interessou. Doug (Jake Johnson, ex-New Girl), publisher especializado em revistas eróticas masculinas, se apresentou à Joyce querendo saber mais da revista. Ele estava disposto a publicá-la, mas com uma turbinada entre um texto cerebral e outro: homens nus.

Minx, rotulada de primeira revista erótica para mulheres, irá abordar o clima da época, desde a liberação feminina até a opressão de grupos conservadores em prol da censura. Tudo com muito bom humor, sem perder o fio da meada que é tratar de assuntos relevantes. E, claro, uma chuva de peladões de todos os tipos, cores, origens e tamanhos.

A série Minx estreia na quinta-feira (17) com os dois primeiros episódios (são oito, no total). Dois capítulos serão lançados a cada quinta, até 14 de abril.

Veja o trailer, legendado, de Minx: Uma para Elas:

____

Conheça a página de séries do Observatório da TV

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....