Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
QUEM TEM A FORÇA?

Marvelflix? Disney+ dobra aposta em heróis na guerra dos streamings

Plataforma da Disney reforça a ideia de ser a casa das séries da Marvel

Publicado em 15/11/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

No aniversário de dois anos, o Disney+ divulgou na última sexta-feira (12) um pacote de novidades para o finzinho de 2021 -e 2022 em diante. O streaming do Mickey Mouse cada vez mais aposta em tramas de heróis e vem aí com oito séries da Marvel, ante três lançadas desde 2019. A expectativa é que as novatas deem tão certo quanto as atualmente disponíveis.

O combo do Disney+ com a Marvel, ambas empresas pertencentes ao grupo Disney, é para definitivamente ser tornar uma Marvelflix, a casa das séries da famosa editora em quadrinhos. Essa estratégia nada tem a ver com a antiga estadia da Marvel na Netflix.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Em um período de quatro anos, de 2015 a 2019, a gigante do streaming lançou seis produções com heróis da Marvel, a maioria desconhecida do grande público e sem uma ligação explícita com o chamado MCU, o Universo Cinematográfico da Marvel. Algumas deram certo (Demolidor, Jessica Jones) e outras floparam gloriosamente (Punho de Ferro).

Fora isso, lá na Netflix, as séries da Marvel eram mais sombrias, com um conteúdo denso, voltadas ao público mais maduro. No Disney+, além de haver uma ligação muito mais próxima com o MCU, as produções têm de colar no rótulo “para toda a família”.

Samuel L. Jackson em Secret Invasion (Reprodução/Disney+)

Marvel e Disney+, os lançamentos

As séries da Marvel no Disney+, começando com WandaVision (2021), fazem parte da Fase 4 do MCU -A Saga do Infinito englobou as três primeiras. Essa nova etapa iniciou com o filme Viúva Negra, lançado neste ano.

Na sequência, no próximo dia 24, chega Gavião Arqueiro, atração que tem um vínculo direto com Viúva Negra. O drama tem o protagonismo de Jeremy Renner, reprisando o papel do protagonista vivido nos cinemas, e conta com a estreia de Hailee Steinfeld no MCU.

Para 2022, estão programados os lançamentos de Cavaleiro da Lua, She-Hulk (com Tatiana Maslany), Invasão Secreta (com Samuel L. Jackson na pele de Nick Fury) e Ms. Marvel.

E mais para frente chegarão spin-offs de séries lançadas pela própria Disney+: Agatha: House of Harkness, filhote de WandaVision; e Echo, derivada de Gavião Arqueiro. Há ainda Ironheart entre as novidades confirmadas para o futuro.

A dobrada de aposta vem com responsabilidades, como administrar a pressão de repetir o bom desempenho de WandaVision e Falcão e o Soldado Universal. Ambas foram bem avaliadas pelos críticos, aceitas pelo público e tiveram uma ótima performance no Emmy de 2021, com 28 indicações combinadas.

Tem ainda a contribuição primordial de atrair e manter assinantes no streaming. Dois dias antes do segundo aniversário, a Disney+ anunciou uma nova adição de clientes abaixo da previsão do mercado, o que fez as ações da Disney cair 7%. A cartada com as séries da Marvel é um recado a todos de que o streaming ainda tem muito a oferecer, para novos ou velhos clientes.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....