PRODUÇÃO ESPANHOLA

Corpo em Chamas: um drama real e intenso na Netflix

Úrsula Corberó e Quim Gutiérrez protagonizam esta história de crime e segredos

Publicado em 19/06/2024

De acordo com o portal Master Dica, a Netflix continua investindo em séries espanholas para a nossa alegria, afinal, depois do sucesso de La Casa de Papel, o streaming vermelhinho viu o quão promissoras eram essas produções. Corpo em Chamas, uma minissérie de apenas 8 episódios, é, sem sombra de dúvidas, outra grande, e certeira, aposta do streaming.

Corpo em Chamas é uma minissérie de suspense policial e drama que foi baseada em uma história real que chocou toda a Espanha quando aconteceu. 

O que você faria se o seu namorado fosse assassinado e todas as suspeitas voltassem contra você? Pode até parecer coisa de filme, mas essa é a história real que aconteceu com Rosa e seu amante Alberto, e que a Netflix decidiu contar.

Pedro é um policial em Corpo em Chamas que foi encontrado nos arredores da cidade de Barcelona com seu corpo completamente incinerado. Todas as suspeitas deste crime apontam para Rosa, sua namorada, e Albert, o amante dela, além disso, ambos também eram colegas de trabalho de Pedro, o que torna tudo ainda mais complicado. 

Mas a verdade é muito mais profunda, sombria e complicada do que isso, já que por trás da morte de Pedro se esconde uma teia de segredos repleta de manipulações e violência.

No papel de Rosa temos uma atriz espanhola que nos conquistou em La Casa de Papel com sua atuação de milhões, e sua personagem impulsiva. Estamos falando de Úrsula Corberó, nossa eterna Tóquio. Corpo em Chamas também nos traz Quim Gutiérrez no papel de Albert. Este ator também pode ser visto em O Quarto Secreto (2011), Os Últimos Dias (2013), O Vizinho (2019 – 2021) e também em Lua de Mel com a Minha Mãe (2022). Já quem interpreta Pedro é José Manuel Poga, ator de A Trincheira Infinita (2019), O Entregador (2024) e também de Infiesto (2023).

Outros atores que você talvez conheça também fazem parte deste elenco, como Isak Ferriz (Abaixo de Zero, 2021), Eva Llorach (Jaula, 2022) e Aina Clotet (Viver Duas Vezes, 2019).