DICA DE SÉRIE

Apple TV+: uma plataforma ideal para histórias impactantes como Black Bird

Taron Egerton e Walter Hauser entregam performances hipnotizantes em seis episódios imperdíveis

Publicado em 19/06/2024

De acordo com o portal Adoro Cinema, antigamente não havia meio termo. As minisséries tendiam a variar de três a 10 episódios, como regra. Agora parece não haver mais um padrão fixo e temos novas histórias que são divididas em um número intermediário de capítulos que acabam sendo moderadamente acessíveis ao espectador.

Na Apple TV+, podemos encontrar uma ótima série que sabe como contar sua história em seis episódios. Trata-se de Black Bird, um suspense ambientado em uma prisão estrelado por Taron Egerton e Paul Walter Hauser, baseado em uma história real. Um olhar arrepiante sobre uma ameaça que parece muito real.

A história acompanha Jimmy Keene, um astro do time de futebol americano do colégio, condenado a 10 anos de prisão por tráfico de drogas. O fato de ele ser filho de um policial condecorado faz dele o aliado perfeito para chegar ao assassino em série Larry Hall, que está entrando em uma prisão de alta segurança para cumprir pena.

Sua missão é se aproximar de Larry e criar um relacionamento amigável para fazer com que o criminoso confesse o assassinato de várias garotas e o local onde seus corpos estão enterrados. Jimmy tem uma tarefa difícil pela frente se quiser obter uma sentença reduzida. O problema surge quando os investigadores questionam se Larry está dizendo a verdade ou se é apenas mais uma mentira que ele contou desde que foi preso.

Jimmy Keene e sua história foram contados anteriormente pelo próprio protagonista em um romance autobiográfico, Devil: a Fallen Hero, a Serial Killer, and a Dangerous Bargain for Redemption. O livro chamou a atenção do autor Dennis Lehane, que adquiriu os direitos e o adaptou como uma série de televisão.

Na Apple, ele encontrou a plataforma certa para contar a história em um tamanho adequado e também com um tom que não fosse muito próximo. Evocativas, mas sombrias, as conexões entre os dois protagonistas são capazes de gelar o nosso sangue, mantendo uma inquietação interessante com os atos cometidos por esse assassino.

Egerton é um protagonista convincente, mas a verdadeira estrela é Walter Hauser, que apresenta um desempenho intenso e absolutamente incrível. Sua capacidade de trazer horror e tensão a seu personagem é motivo suficiente para assistir a esses seis episódios, um após o outro. Porque quando você começa a assistir, não consegue mais parar.