Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
FALHA

Análise: cancelamento de O Clube das Babás expõe erro do algoritmo da Netflix

Fim inesperado da comédia teen fofa causou espanto por ser sucesso de público e crítica

Publicado em 21/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Causou espanto o cancelamento precoce da série O Clube das Babás (2020-2021), aclamada comédia teen da Netflix. Apesar da repercussão positiva das duas primeiras temporadas, a gigante do streaming resolveu acabar com a série. O agravante é o fato de a empresa usar como justificativa o algoritmo da plataforma, que pela frieza dos números falha ao não traçar a importância e o impacto real de uma atração.

Está evidente que a decisão da Netflix de renovar ou não uma série tem como base os dados de audiência. E nesse aspecto O Clube das Babás não foi tão bem em comparação com a concorrência caseira.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Os oito episódios da segunda temporada só entraram uma vez no top 10 semanal divulgado pela Netflix: nona posição na semana da estreia. Já no levantamento da Nielsen, o Ibope americano, a atração não apareceu na lista das mais vistas.

Contudo, esse público seria suficiente para acompanhar a série por mais temporadas, como fora no passado. E isso sem contar a aceitação da crítica especializada. 

No site Metacritic, que compila reviews da imprensa de língua inglesa, O Clube das Babás ganhou a excelente nota 87 (de 100), carimbada com o selo de série imperdível. E no Rotten Tomatoes, a avaliação foi de 100%.

O erro do algoritmo

Cada caso é um caso. Assim a Netflix deveria analisar a performance das atrações do catálogo. Determinar o futuro de séries somente pela audiência é cruel (e errado).

A situação de O Clube das Babás é emblemática e ilustra bem esse equívoco. Uma série voltada ao público pré-adolescente não terá números insanos de visualizações após a estreia de uma temporada, pois os pais controlam as horas passadas na frente da TV. Logo, todos os episódios não serão consumidos desenfreadamente tal qual ocorre com produções adultas, tipo a recente Vikings: Valhalla.

Elenco de O Clube das Babás: Malia Baker (à esq.), Kyndra Sanchez, Sophie Grace e Shay Rudolph

O Clube das Babás não se caracterizou por ser atração que atrai novos assinantes, outro fator decisivo para a Netflix justificar cancelamentos. 

As séries altamente populares, de Bridgerton a The Crown, são chamariz de clientes. Porém, elas dominam a Netflix e sufocam as atrações menores. Caso as produções coadjuvantes sejam lançadas em semanas próximas aos grandes títulos, vão sofrer para conquistar audiência. 

E O Clube das Babás provou desse veneno porque a segunda temporada chegou em 11 de outubro do ano passado, na cola de séries com alcance gigantesco soltadas em setembro, tipo La Casa de Papel (2017-2021), Lucifer (2016-2021), Sex Education e Round 6.

Isso provocou mais um problema. Muitos assinantes sequer souberam do lançamento dos novos episódios de O Clube das Babás, pois esse quarteto de séries dominou o marketing da Netflix e a interface da plataforma. Dessa forma, a série teen ficou escondida.

Cortante e calculista, a Netflix expôs o quanto pode ser vil com as próprias atrações, levando em conta a frieza dos números. Esse modelo precisa mudar, sem necessariamente desconsiderar a audiência, que é sim importante. Entretanto, é preciso fazer um diagnóstico mais profundo antes de cancelar qualquer série.

O Clube das Babás era um oásis na TV e tinha potencial de render muito (trocando de personagens a cada três temporadas, por exemplo). Baseada na coleção homônima famosa de livros, a trama narrou histórias bonitas e puras, sem sexualizar ou infantilizar o grupo de pré-adolescentes protagonistas.

E a Netflix desperdiçou um ótimo produto. No mínimo, a fortuna feita pelas atrações arrasa-quarteirões poderia muito bem bancar séries de nicho como O Clube das Babás, mesmo estas não gerando lucro. ⬩

____

Conheça a página de séries do Observatório da TV

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....