Saiba tudo que acontece no final de Mulheres Apaixonadas

Reprise no Canal Viva começou em agosto de 2020 e termina nesta sexta-feira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta sexta-feira (16) – e em outras oportunidades no final de semana – o Canal Viva leva ao ar o último capítulo da novela Mulheres Apaixonadas, de Manoel Carlos, de número 203. Originalmente, as emoções desse capítulo foram exibidas em 10 de outubro de 2003. A reprise do canal pago foi integral, ou seja, sem cortes.

O ‘trisal’ se forma de vez entre Sílvia (Natália do Vale), que se separou de Afrânio (Paulo Figueiredo), o taxista Caetano (Paulo Coronato) e a empregada Shirley (Renata Pitanga), que é promovida a governanta. Quem também encontra a felicidade no final da novela é o músico Téo (Tony Ramos), agora ao lado da médica Laura (Carolina Kasting). Ironicamente, ele se envolve com a moça depois que César (José Mayer) já foi par dela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Téo convida Laura para morar com ele, e ela aceita. Os ex de ambos, Helena (Christiane Torloni) e César, finalmente se casam e podem começar a vida juntos novamente, pela terceira e definitiva vez, espera-se. Eles procuraram sempre em outras pessoas o sentimento que só houve entre um e outro.

Apesar de se arrepender de muita coisa errada que fez, impactada pela morte de Fred (Pedro Furtado), para a qual indiretamente concorreu, Dóris (Regiane Alves) não escapa a uma punição em público. Seu pai, Carlão (Marcos Caruso), dá-lhe uma surra em pleno hotel, e diz a todos que sua filha é uma garota de programa.

Isso ocorre logo depois que Estela (Lavínia Vlasak), decidida a viver uma nova vida, desprendida e humilde, ao lado de seu grande amor, o ex-padre Pedro (Nicola Siri), dá suas valiosas joias para a amiga. E também depois que Dóris se confessa com o padre e ajuda uma velhinha na rua, pensando em Flora (Carmen Silva) e Leopoldo (Oswaldo Louzada).

Leonora (Joana Medeiros) entrega para Raquel (Helena Ranaldi), sua ‘nora’, os cadernos de Fred com as palavras de amor escritas para a professora. As duas se abraçam e choram muito, sofrendo pela morte do jovem, vítima de um acidente fatal ao lado de Marcos (Dan Stulbach), o marido possessivo de Raquel.

Após tratamentos nas clínicas das respectivas especialidades, Santana (Vera Holtz) e Heloísa (Giulia Gam) têm alta e reencontram seus entes queridos. Lobato (Roberto Frota) e Sérgio (Marcello Antony) as recebem de braços abertos para esse recomeço.

Além de César e Helena, outro casal que finalmente troca alianças no desfecho de Mulheres Apaixonadas é o formado por Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erik Marmo). Com a morte de Gracinha (Carol Castro) no parto, esse ‘fantasma’ da relação some de vez.

Depois de sofrer com o fim do relacionamento com Expedito (Rafael Calomeni), no qual apostou muitas fichas, Lorena (Susana Vieira) também termina feliz. Ela tem a possibilidade de viver um novo amor ao lado de Ricardo (Reynaldo Gianecchini), o amigo de Diogo (Rodrigo Santoro) que chega dos Estados Unidos.

A festa de formatura dos alunos do Ensino Médio da Escola Ribeiro Alves reúne todos os personagens. Carlinhos (Daniel Zettel) homenageia os pais, e pouco depois Paulinha (Roberta Gualda) também é homenageada, já que foi a melhor aluna da escola no ano que termina. Oswaldo (Tião D’Ávila) e Nair (Renata Mello) são chamados ao palco por Helena para a homenagem.

Acontece a esperada apresentação da peça ‘Romeu e Julieta’. Rafaela (Paula Picarelli) e Clara (Alinne Moraes) representam Romeu e Julieta e são aplaudidas por todos. Ao saber o resultado do exame de DNA, Téo fala para Salete (Bruna Marquezine) que agora ela pode chamá-lo de pai como sempre quis, e a menina vibra de felicidade. Todos os casais se beijam no final.

Anteriormente, Mulheres Apaixonadas já havia sido reprisada, pela TV Globo, como cartaz da sessão Vale a Pena Ver de Novo, entre agosto de 2008 e março de 2009. Na segunda-feira (19), o Viva passa a exibir em seu lugar a novela Da Cor do Pecado, de João Emanuel Carneiro, originalmente exibida na Globo às 19h de janeiro a agosto de 2004.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio