Os acidentes de Poliana em outras versões da história

Cinema mudo, décadas de 1920, 1980, 1990 e 2000 tiveram versões da história criada por Eleanor H. Porter

Publicado há 4 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite desta quinta (18) o SBT levou ao ar um dos momentos mais esperados da novela As Aventuras de Poliana, a cena do acidente que deixará Poliana, personagem de Sophia Valverde de cadeira de rodas.

A situação decorre quando a robô Ester (Manuela Kfouri) se enfurece ao descobrir que não era humana e agrede a doce Poliana (Sophia Valverde), arremessando-a contra a parede.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A trama é baseada no famoso livro Pollyanna, de Eleanor H. Porter. Um grande sucesso mundial. Pollyanna é uma personagem famosa pelo otimismo e que atravessou gerações ensinando o “jogo do contente”.

O ano era 1913 e a dinâmica era totalmente diferente da atualidade. A demanda do público foi tanta que, a escritora estadunidense precisou escrever uma continuação para o texto, dois anos depois. Assim nasceram Pollyanna e Pollyanna Moça.

Pollyana (1920) – Cinema mudo

A história da menina órfã atravessou um século nas prateleiras. Na década de 1920 foi lançado o primeiro filme baseado no livro, com Mary Pickford e dirigido por Paul Powell, um clássico do cinema mudo.

E nela, o acidente acontece quando Pollyana se torna uma heroína ao salvar uma criança de atropelamento. Ela acaba debaixo do carro e é salva pelas pessoas que por ali estão.

Pollyana – 1960

Quatro décadas depois, em 1960, foi feito um novo filme baseado na obra, dirigido por David Swift e com Hayley Mills no papel principal.

Nela, Pollyana, espoleta que só, resolve escalar uma árvore que dá acesso para o seu quarto. Ao chegar próximo da janela, sua boneca cai de sua mão e ao tentar pegá-la, a menina escorrega e cai de uma altura bem grande.

Pollyana (2003)

No ano de 2003, a Diretora Sara Harding também escolheu um atropelamento para a personagem Pollyana, vivida por Amanda Burton. A cena foi bem simples e mostra apenas seu cesto de frutas sendo arremessado pra bem longe.

Pollyana (1989)

Na Pollyana de 1989, a jovem cai da janela ao tentar ajudar João Feijão a entrar em seu quarto. Ao estender a mão para ajudar o amiguinho, ela despenca lá do alto.

Eleanor H. Porter

A autora da história morreu aos 51 anos, na Inglaterra, cinco anos após o lançamento do segundo livro. Pollyanna, entretanto, não se apresenta mais da mesma forma, pois os leitores não são mais os mesmos.

Os anseios e o próprio conceito de “estar contente” foram modificados na medida em que o tempo passou. O segundo volume mostra Pollyanna atravessando a adolescência e parte da vida adulta, e em breve deve também ganhar uma versão no SBT: Poliana Moça.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais