Morte de Gate comove Jacó e não afeta Esaú: “Pra morrer basta tá vivo”

O primogênito de Isaque e Rebeca não se importa com a perda do amigo

Publicado em 25/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A fase de Jacó (Miguel Coelho) começa em breve em Gênesis e destaca a relação do rapaz com os seus pais e o seu irmão. Logo nas primeiras cenas, fica clara a diferença de personalidade entre ele e Esaú (Cirillo Luna), seu irmão gêmeo.

Nesse ponto da história, é perceptível a preferência de Rebeca (Martha Mellinger) por Jacó, além do afeto maior que Isaque (Henrique Pagnoncelli) sente por Esaú. Enquanto o primeiro se dedica às atividades domésticas, o outro se torna um exímio caçador.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com a morte de Gate (Gustavo Machado), todo o acampamento é tomado pela tristeza. Rebeca se torna a responsável por dar a notícia aos filhos e eles têm reações opostas. Assim como seus amigos e familiares, Jacó fica comovido.

“Gate partiu, Jacó…”, revela Rebeca, mostrando que está bem abalada. “Ô, mãe… Por mais que se esperasse… É sempre triste perder um dos nossos”, diz Jacó, que preparou toda a comida para o acampamento.

Antes, a mesma informação chega a Esaú, que faz pouco caso do amigo. “Ah… Isso ia acontecer mais cedo ou mais tarde, né mãe?”, solta o guerreiro.

Indignada, Rebeca repreende o filho. “Isso é coisa que se diga? Tenha mais compaixão! É um amigo nosso que acabou de falecer!”, ressalta, na surpresa da resposta de Esaú.

“Pra morrer basta tá vivo, mãe. E depois, tava todo mundo esperando mesmo. Agora, dá licença que preciso dormir”, dispara o gêmeo de Jacó, na reação atônita de sua mãe.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de Gênesis.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio