Leozinho infiltra um amigo dos tempos de prisão para ser motorista dos Abdala

O marido de Fedora quer vigiar a filha e tentar novamente dar cabo do sogro, com a ajuda do comparsa Nicodemus

Publicado há 23 dias
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como é um marginal e já esteve até preso durante algum tempo, Leonardo Raposo, o Leozinho (Diogo Vilela), conhece diversas pessoas capazes de muita coisa em Sassaricando, e esconde essa verdade sobre seu passado da mulher, Fedora (Cristina Pereira).

Exemplos não faltam, como Shun Zen (Carlos Takeshi), que envenenou Luís Guilherme (Sérgio Britto) por engano; Carabina (Sandro Solviat), que atirou no pneu do carro de Ricardo (Carlos Zara) e não no sogro de Leozinho, Aparício (Paulo Autran); e Dinamite (David Pinheiro), que deu cabo de Teodora (Jandira Martini) e tentou mandar Aparício pelos ares.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A bola da vez é o perigoso Nicodemus (Ney Sant’Anna), colega de cela de Leozinho na penitenciária. Os dois se desentenderam e estão afastados há algum tempo, mas quando surge uma vaga de motorista na mansão Abdala o bandido tem a ideia de infiltrar o amigo no ambiente, cumprindo essa função.

De quebra, Leozinho tem em Nicodemus um parceiro nas armações para pôr fim à vida de Aparício, o que faria de Fedora a única herdeira da fortuna da família, e um espião que contará sobre todos os passos da moça, que anda encantada pelo malandro Guel (Edson Celulari). Envolvimento este bastante estimulado pelo tio dela, Aprígio (Laerte Morrone).

Leozinho e Nicodemus fazem o verdadeiro motorista a ser contratado desmaiar, e em seguida o colocam num baú a ser despachado para a Nova Zelândia. De maneira que o bandido assume o lugar do candidato aprovado na seleção para o cargo e passa a trabalhar sob ordens de Leozinho, que é obrigado a prometer a ele metade de tudo que obtiver com suas trapaças.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio