O Rei do Gado

Geremias tem conversa definitiva com Rafaela, surpreende com generosidade e ordem: “Nem para o meu velório”

O homem deixa uma fazenda para a vilã e manda ela ir embora

Publicado em 16/05/2023

Geremias (Raul Cortez) chamará Rafaela (Gloria Pires) para uma conversa em O Rei do Gado. “Vamos acertar as nossas contas. Eu já conversei com o Tavinho (Guilherme Fontes). Vou passar aquela fazenda para o seu nome. Ele não quer viver com você. Você não se importa?”, indagará o homem.

“Por que eu haveria de me importar? Aquilo tudo foi uma farsa”, responderá a vilã. “É, eu já estou dando um jeito de acertar isso. Como eu estava dizendo, eu vou te dar aquela fazenda de papel passado”, apontará o fazendeiro. “Apesar deu não ser uma Berdinazzi?”, insistirá a víbora.

“Sim, apesar disso, mas também em homenagem a sua avó Gema, a única que levava flores para o meu irmão Bruno”, destacará o ricaço. “E eu ia junto pensando que ele era o meu avô”, recordará a morena. “Eu acredito nisso, mas também vou fazer de conta que não acredito que foi você que me deu aquele tiro”, retrucará Geremias.

“Mas o senhor sabe que fui eu que dei o tiro”, pontuará a mulher. “Me espanta a sua sinceridade. Você não pergunta isso para mais ninguém, né?”, indagará o velho. “Como é que você conseguiu me perdoar depois disso?”, questionará Rafaela.

“Você é um Berdinazzi. Falsa, mas é uma Berdinazzi. E eu também quero que você esqueça que fui eu que matei o maldito do Doutor Fausto (Jairo Mattos), que matou o meu melhor amigo”, comentará o idoso. “O senhor fez justiça com as próprias mãos”, avaliará Rafaela.

“Você vai esquecer isso e eu vou esquecer a burrada que você deu atirando no seu tio”, comentará Geremias. “O senhor está sendo muito generoso comigo. Eu queria te pedir perdão”, dirá a mulher. “Não precisa pedir perdão. Eu só quero que você não jogue fora o que eu estou te dando para que você nunca mais passar fome nessa vida maldita”, destacará o homem.  

“Pode ser o começo de uma grande fortuna, mas também pode ser o começo de um grande desastre. Vai depender do seu trabalho”, dirá o fazendeiro. “Eu vou trabalhar muito. Aquilo não vai ser um desastre”, prometerá Rafaela. “Eu acredito. Agora você vai embora daqui com algum dinheiro para custear as primeiras despesas que vai ter lá. Mas eu não quero te ver mais na minha frente”, ordenará Geremias.

“Pode deixar tio, eu só volto aqui se você me chamar um dia”, prometerá Rafaela. “Não, eu não quero que você volte aqui nem para o meu velório”, disparará o velho. “E se eu te dizer que te quero bem?”, perguntará a morena. “Eu que te quero bem, Rafaela, mas longe de mim. Pode ir arrumar as suas coisas. Não temos mais nada para conversar”, concluirá Geremias.