Edison morre nos braços de Vítor

Ex-comparsa de Pedro tem destino trágico na prisão

Publicado em 13/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O destino será cruel com Edison (Bruno Guedes) nos capítulos finais de Topíssima. Após se encrencar com seus colegas de celo na prisão, o ex-estudante de medicina será espancado e esfaqueado pelos bandidos. Ferido mortalmente, ele não resistirá e acabará morrendo no local.

Ao ver o amigo sendo ameaçado, Vítor (Vítor Novello) ainda terá interceder por eles junto aos meliantes, mas não conseguirá convencê-los a deixar Edison em paz. “Não tem dinheiro que pague a vida desse otário!“, diz um dos detentos, antes de esfaquear o rapaz várias vezes diante de Vítor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Socorro! Alguém faz alguma coisa aqui, pelo amor de Deus!“, suplica o neto de Zilá (Camilla Amado), enquanto ampara o amigo moribundo. “Eu posso me arrepender agora? Eu não quero ir pro inferno!“, diz Edison, pressentindo a morte chegar. “Lógico que pode, cara“, responde Vítor, tentando acalmar o amigo.

Tá frio aqui… Segura a minha mão, Vítor…“, pede o ex-cúmplice de Pedro (Felipe Cardoso). Vítor, é claro, atende ao desejo dele, mas é tarde demais. Sem ninguém para atender os pedidos de ajuda de seu amigo, Edison dá o último suspiro e morre nos braços do único apoio que lhe restou.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de Topíssima.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio