Cinco atuações que fizeram a diferença em A Escrava Isaura

A novela segue atraindo o público em sua quarta reprise

Publicado há 2 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira (18), a Record TV exibe o último capítulo de A Escrava Isaura. É a quarta vez que a emissora reprisa o folhetim, que foi veiculado pela primeira vez entre 2004 e 2005, deixando a emissora com facilidade na vice-liderança.

O mesmo ocorre atualmente. A produção segue atraindo os telespectadores, que parecem não se cansar da história de Tiago Santiago, que é baseada no livro homônimo de Bernardo Guimarães, lançado em 1875. O Observatório da TV destaca agora cinco atuações do folhetim que chamaram atenção pelo ótimo desempenho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leôncio (Leopoldo Pacheco)

Na época, com longa experiência no teatro e poucas participações na telinha, o astro não perdeu a grande oportunidade que teve ao ser convidado para viver o vilão. Leôncio segue como o melhor personagem feito pelo artista na TV. Ele conseguiu manter o olhar diabólico do crápula durante todas as cenas e teve embates significativos com boa parte do elenco.

Leôncio (Leopoldo Pacheco) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

Rosa (Patrícia França)

A escrava invejosa e vingativa foi um grande alívio cômico na atração. Momentos marcantes de emoção e revolta também fizeram parte. Patrícia imprimiu um tom de deboche e ironia para a personagem, sem abrir mão da humanidade e dos traumas que a filha de Sebastião (Paulo Figueiredo) enfrentava.

Rosa (Patrícia França) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

Tomásia (Mayara Magri)

Depois de um longo período longe das novelas, Mayara mostrou competência. A Condessa de Campos seguiu durante toda a produção com raiva após ser enganada e ficar estéril depois de uma atitude de Leôncio. Não mediu esforços para perseguir o inimigo. As sequências com o crápula eram imperdíveis, muito por conta da alta voltagem mantida pelos astros.

Tomásia (Mayara Magri) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

Belchior (Ewerton de Castro)

Nem sempre é fácil construir um papel carregado de trejeitos. Em alguns casos, o estereótipo toma conta da performance e o trabalho fica aquém do esperado. Não foi o caso com o Belchior. Com extensa experiência, Ewerton muitas vezes roubou a cena e fez até a caracterização do personagem ser o menos importante.

Belchior (Ewerton de Castro) em A Escrava Isaura (Foto: Reprodução/Record TV)

Isaura (Bianca Rinaldi)

Em seu maior desafio profissional, Bianca aceitou viver a mocinha que marcou a vida de Lucélia Santos na versão que a Globo fez do folhetim em 1976. A famosa deu conta e encontrou o tom contido e sofrido que a protagonista precisava carregar durante toda a novela. Não por acaso depois fez outras inúmeras parcerias com o autor do enredo, que ficou satisfeito com a performance.

Isaura (Bianca Rinaldi) de A Escrava Isaura (Divulgação – Record TV)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais