Bodão declara à polícia que Sassá sentia muito ciúme de Marlene

O boia-fria ainda revela que viu Juca Pirama e a mulher do amigo entrando na sede da Fazenda Matão juntos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Salvador da Pátria, novela de Lauro César Muniz que está em reprise no Viva, Bodão (Lutero Luiz) luta pela libertação de Sassá Mutema (Lima Duarte) desde o primeiro momento. Ele acredita que o amigo matou mesmo a esposa, Marlene (Tássia Camargo), e o radialista Juca Pirama (Luís Gustavo), mas em nome da defesa de sua honra ultrajada.

Apesar de crer na culpa de Sassá, Bodão defende que ele seja solto, porque ter dado fim a Juca Pirama foi um favor que o boia-fria fez ao povo de Tangará, libertando-o da influência de tal figura, hipócrita e de mau caráter. E ao comentar isso com os colegas na sala de aula da escola rural, Bodão ouve de um deles que diga o que sabe ao delegado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Bodão viu quando Juca Pirama chegou com Marlene à sede da Fazenda Matão, já à noite, e em depoimento ao Delegado Plínio (Antônio Grassi) ele conta isso. Conta também que Sassá sentia muito ciúme da mulher e tirou satisfações com ele, depois de ouvir de Marlene que Bodão tentou agarrá-la em casa, e que disse ao amigo que não havia feito nada com a mulher dele, mas que sabia quem tinha feito: o radialista.

Embora negue sempre que o assunto vem à tona, seja por não se lembrar, já que estava bastante bêbado comemorando a vitória de Severo Toledo Blanco (Francisco Cuoco) na disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados, seja por querer manter o fato oculto, Bodão de fato tentou ‘mexer’ com Marlene, tamanha sua inveja pelo amigo ter uma esposa tão jovem e bonita.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de O Salvador da Pátria.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio