Aparício e Rebeca têm seu esperado final feliz – e as amigas também

Desvendada a farsa das duas Rebecas e transferida a presidência da tecelagem a Ricardo, o negócio é saçaricar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O final de Sassaricando, novela de Silvio de Abreu reapresentada pelo Canal Viva, reserva o desfecho feliz tão desejado por Aparício Varela (Paulo Autran) ao lado de Rebeca (Tônia Carrero), sua namorada na juventude, quando ainda morava no Rio de Janeiro.

Depois de esclarecida a história das duas Rebecas – havia mesmo duas, a verdadeira e uma sósia, tornada ainda mais semelhante a ‘Bebé’ por Bóris Zaidan (Lourival Pariz), por meio de cirurgias plásticas na Suíça para enganar Aparício -, o viúvo de Teodora (Jandira Martini) diz ao amigo Ricardo de Pádua (Carlos Zara) que saçaricar só é mesmo bom junto da pessoa amada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Retomado o controle da tecelagem, dissolvido o Conselho da Presidência e adquirida devidamente a parte dos conselheiros na empresa, Aparício apoia a viagem de Fedora (Cristina Pereira) e Leozinho (Diogo Vilela) pelo mundo, e entrega a presidência a Ricardo e a vice-presidência ao sobrinho, Tavinho (Alexandre Lippiani).

Aparício decide fazer uma viagem ao lado da amada Rebeca, e os dois partem num iate junto das amigas Penélope (Eva Wilma) e Leonora (Irene Ravache). Só que, sabendo-as tristes pela ausência de Tadeu (Roberto Bataglin) e Guel (Edson Celulari), Aparício arma uma surpresa para as duas e faz com que os rapazes cheguem – Tadeu de paraquedas e Guel de barco.

Os três casais se acertam e partem juntos numa viagem que celebra o grande amor vivido por eles e a resolução dos problemas que os impediram de ser felizes até aquele momento. Finalmente, Aparício Varela alcança a plenitude de uma felicidade desejada após anos de sofrimento e opressão com Teodora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio