Publicidade

Depois de assassinar guardiães, Judith se suicida com veneno

Publicidade

Por muitos meses, um serial killer foi o responsável por eliminar os protetores da fonte em O Sétimo Guardião. Judith (Isabela Garcia), governanta que servia ao guardião-mor Egídio (Antonio Callloni) e posteriormente a Gabriel (Bruno Gagliasso), no penúltimo capítulo confessará que falhou em sua missão de assassinar todos os guardiães, e por isso seu castigo é pagar com a própria vida.

Tudo começa quando Padre Ramiro (Ailton Graça), hospedado no casarão, pede que Judith lhe prepare um chá. Judith prepara a bebida, mas ao leva-la para o religioso se depara com Gabriel no meio do caminho. O filho de Valentina (Lilia Cabral) diz que quer o chá para ele, e ela não gosta da ideia. Ele pega a xícara e tenta beber o chá, mas Judith age com violência batendo em sua mão, e deixando todo o líquido cair no chão. A empregada promete então que fará outro chá para o mocinho, e para o padre.  

Castigo e morte

Em seguida ela irá para a cozinha e dirá: “Eu falhei, seu Egídio. Eu reconheço isso… E estou pronta para aceitar meu castigo”. Na manhã seguinte, Gabriel pergunta o motivo de Judith não ter levado o seu chá, e ela explica. “Também não levei o do padre… Infelizmente. O seu eu tomei. Seu pai me mandou fazer isso, assim como mandou matar vocês todos”, confessará ela prestes a morrer.

Continua depois da publicidade

Ela reforça para Murilo (Eduardo Moscóvis) que Egídio em espírito pediu que ela matasse os guardiães pois eles não conseguiram proteger a fonte, e ela foi invadida e descoberta por todos os moradores da cidade. Depois disso, Judith morre. A cena irá ao ar no dia 17 de maio.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos da novela O Sétimo Guardião

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade