Zorra estreia novo quadro: Diálogos Risíveis

Renata Castro Barbosa e Leo Castro interpretam casal em quarentena

Publicado há um mês
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um casal confinado junto na quarentena. Todas as possibilidades de humor em todas as DRs que a situação permitir. A partir deste sábado, o Zorra vai trazer os atores Renata Castro Barbosa e Léo Castro como Bia e Maurício em suas epifanias, momentos românticos ou nas praticidades do dia a dia no quadro DR: Diálogos Risíveis.

Medo da morte, discussões filosóficas sobre o amor, ou a simples (ou não) missão de matar uma barata. Os esquetes engrossam o material inédito do humorístico na temporada de melhores momentos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na vida real, colegas de elenco, Renata e Léo namoravam há seis meses quando veio o isolamento social. Decidiram, então, dividir o mesmo teto, e, junto a isso, surgiu a vontade de produzir algo em casa para as redes sociais. Os redatores finais do Zorra embarcaram no desafio, e a coisa deu tão certo que o projeto cresceu, deixou os perfis pessoais dos envolvidos, e agora vai ganhar múltiplas janelas: na TV, no Gshow e nas redes sociais do programa.

A gente vai falar da convivência do casal, que já era difícil, e agora está em tempo integral para quem faz isolamento em casa. Vão ter desde crises até discussões filosóficas dos dois“, explica Nelito Fernandes, que divide a redação final do programa com Martha Mendonça e Gabriela Amaral.

Após a estreia neste sábado, os DR: Diálogos Risíveis inéditos e com material estendido vão estar disponíveis às quartas-feiras no site e redes do programa, e chegam à TV no sábado seguinte, em versão reduzida, para se adequar à dinâmica de esquetes da atração.

Integração à distância

Na prática, o apartamento do casal virou cenário, a decoração, produção de arte, e o guarda-roupas, acervo de figurino. À distância, diretor geral, diretor de arte, cenografista, figurinista, e quem mais precisar, entra em ação para orientar todos os detalhes antes da gravação da cena.

Eu venho do teatro e passei pelo circo. Parte da minha carreira foi do jeito que eu estou fazendo agora, jogando nas 11, eu só tinha me desacostumado. O mais difícil é produzir as coisas que a gente antes tinha na mão. Antes, aparecia na sua mão a roupa certa, o adereço certo, e isso é bem difícil. Hoje a gente conversa com figurinista, diretor de fotografia, maquiadores, todos estão trabalhando com a gente à distância“, explica Léo.

A gente dá o play e corre para a cena. É uma trabalheira. Meu sofá já foi parar em vários lugares da casa. Agora voltei à época de faculdade e curso de teatro, em que fazia de tudo e aproveitava o que tinha em casa. Mas eu fazia sem a preocupação de como isso ia aparecer. Hoje em dia, a gente faz para a Globo. É a vida se misturando com a arte“, brinca Renata.

Zorra tem direção geral de Mauro Farias e redação final de Gabriela Amaral, Martha Mendonça e Nelito Fernandes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais