Zero ou Dez | Estrelas Solidárias, A Força do Querer e resposta à leitora

Publicado há 4 anos
Por Philippe Azevedo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Olá, queridos leitores! Neste domingo (14), teremos mais uma edição do Zero ou Dez, com Estrelas Solidárias, A Força do Querer, e uma resposta à uma leitora que enviou um e-mail questionando o texto da edição anterior da coluna. Vamos lá?

ESTRELAS SOLIDÁRIAS

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Zero: O novo formato do Estrelas, mais solidário, é a prova de que o programa comandado por Angélica precisa de um descanso. Há mais de 10 anos no ar, a atração aposta, nesta versão, em sensacionalismo envolvendo os famosos. Não pense que é amargura na alma. Cenas bonitinhas são exploradas suficientes aos domingos no Domingo Show, Hora do Faro Domingo Legal. O público, verdadeiro dono da TV, reagiu negativamente. Alguns internautas chegaram a especular que a apresentadora está fazendo marketing para o marido Luciano Huck concorrer às eleições. Será? O telespectador quer entretenimento: Sai de Baixo, por exemplo, produto antigo, engraçado, retornou à programação e agradou muito.

Ivana (Carol Duarte) vivencia conflito com o corpo em A Força do Querer (Reprodução/TV Globo)

A FORÇA DO QUERER

Dez: Gloria Perez resgatou a essência das novelas das nove. É incrível como a autora, que ganhou merecidamente uma homenagem de um fã em seu aniversário, costura coerentemente as histórias e os personagens, bem diferente da antecessora A Lei do Amor. Perez tem o poder, com a ajuda da direção de Rogério Gomes, de conduzir as tramas, como o vício em jogo vivido pela personagem de Lília Cabral, com delicadeza e sensibilidade. Sem falar da talentosa Carol Duarte, que está dando um show na pele de Ivana. O talento da atriz e a direção impecável casaram para o sucesso. A cena desta semana comoveu a internet. Destaque também para Paolla Oliveira e Ísis Valverde.

RedeTV! News entrevista o presidente Michel Temer (Divulgação)

Comentário adicional: Uma leitora enviou um e-mail questionando sobre o texto da última edição da coluna (leia a íntegra aqui). Em dos trechos, citei a brilhante iniciativa da Rede TV! em entrevistar o presidente Michel Temer para comentar sobre as reformas.

A leitora em questão, que preferiu não se identificar, contou um pouco da sua história e afirmou que os movimentos sociais e sindicatos “são formados por categorias que estudam a história, entre eles, cientistas políticos, doutores, mestres, professores e universitários” em resposta ao meu comentário: “o país está prestes a passar por reformas importantes, que precisam ser esclarecidas, em meio a protestos e insatisfação de movimentos sociais e sindicatos.”

Querida leitora, quando afirmei que as reformas precisam ser esclarecidas, não me referi apenas aos sindicatos e movimentos ou que eles não são esclarecidos o suficiente para serem contra, mas à toda população brasileira – boa porcentagem não sabe o que realmente vai mudar com as reformas e, por isso, ocorrem dois extremos: é contra porque um certo grupo disse que iria tirar direitos ou a favor porque outro grupo argumentou que garantia mais empregos. Vamos combinar que parte dos brasileiros não têm acesso aos textos digitais. A televisão, por sua vez, é, ainda, um ótimo veículo de informação e, por isso, deve ser explorada para tais esclarecimentos.

Bom, é isso, até a próxima!


Sou Philippe Azevedo, redator e crítico de TV. Estarei semanalmente trazendo opiniões sobre programas e famosos. Você é livre para não concordar. Portanto, aproveite o espaço abaixo e dê sua opinião! Para enviar sugestões e perguntas: contato.phazevedo@gmail.com.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio