William Bonner e mais 20 globais são multados após supostas fraudes em contratos

Os artistas são acusados de reduzirem o pagamento de impostos e de sonegarem o Fisco

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O âncora e editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner, recebeu uma autuação milionária e retroativa da Receita Federal. O jornalista está recorrendo da decisão e, assim como a Globo, nega que haja irregularidades em seu contrato. A informação é do colunista do UOL, Ricardo Feltrin.

A operação da Receita Federal que investiga possíveis fraudes em contratos de profissionais da televisão foi revelada em agosto de 2020 com autuações fiscais a mais de 40 artistas da Globo, como noticiou o portal Notícias da TV.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O órgão acusa artistas de reduzirem o pagamento de impostos e de sonegarem o Fisco, através da contratação por meio de suas empresas pessoais, tornando-as pessoas jurídicas. Com isso, em vez contribuírem com 27,5% sobre seus rendimentos na Globo como pessoas físicas, os profissionais pagam alíquotas menores, de 15% sobre o total mais 10% sobre o que exceder R$ 20 mil mensais, ao serem contratados por meio de CNPJ.

Além de Bonner, o colunista noticiou que ao menos outros 20 profissionais da emissora carioca já receberam multas do Fisco. Além de 43 multados em 2020. A operação também atingiu a Record TV, GloboNews, CNN Brasil e SBT.

Ao ser procurado pela coluna, William Bonner não se pronunciou sobre o assunto. Já a Globo, afirmou em nota que “que todas as formas de contratação praticadas pela empresa, inclusive em relação ao jornalista William Bonner, estão dentro da lei e todos os impostos incidentes são pagos regularmente

E completou: “Assim como qualquer empresa, a Globo é passível de fiscalizações, tendo garantido por lei também o direito de questionar, em sua defesa, possíveis cobranças indevidas do fisco. Assina: Central Globo de Comunicação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio