Vilão de Amores Verdadeiros interpretou Zeca Diabo na versão mexicana de O Bem Amado

Lima Duarte viveu o personagem na novela original

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A figura de Francisco Gattorno não é exatamente desconhecida do público brasileiro. Antes de voltar a aparecer na tela do SBT no último dia 8 (segunda-feira), como o perverso vilão Salviano em Amores Verdadeiros, o ator já havia se destacado em um par de novelas como por aqui – como Preciosa (1998), Abismo de Paixão (2012) e a versão mexicana de Cúmplices de um Resgate (2002).

O que muitos não sabem é que a relação do ator com Brasil vai muito além desse breve currículo. Ele chegou a interpretar, há alguns anos, um dos personagens mais emblemáticos da teledramaturgia tupiniquim. Estamos falando de ninguém menos que Zeca Diabo, o inesquecível vilão interpretado por Lima Duarte na novela O Bem Amado (1973), que desembarca hoje (segunda-feira, 15) no catálogo do Globoplay.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para quem não sabe, o antológico folhetim de Dias Gomes ganhou, em 2017, uma versão mexicana produzida pela Televisa, mantendo o título homônimo traduzido para El Bienamado. Conhecido por aqui como o Adriano de Por Ela Sou Eva (2012), o ator e humorista Jesús Ochoa deu vida na Televisa ao prefeito Odorico Cienfuegos, recriação do Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo) da trama original.

Francisco Gattorno como Chuy Muertes, o ‘Zeca Diabo mexicano’ (Divulgação / Televisa)

Em dado momento de ambas versões, o anti-herói da história contrata um matador de aluguel para ‘providenciar’ um defunto que justifique a inauguração do cemitério local. Na adaptação da Televisa, Gattorno foi o encarregado de dar vida a esse personagem, agora rebatizado de Chuy Muertes.

O desfecho desse mote, tanto no Brasil como no México, foi o mesmo: Odorico acaba assassinado por Zeca Diabo / Chuy Muertes, sendo ele próprio, ironicamente, a inaugurar o ‘empreendimento’ que tanto queria ver funcionando.

A relação indireta de Francisco Gattorno com a cultura brasileira, entretanto, não acaba por aí. Em 2008, ele interpretou o malandro Vadinho na versão teatral de Dona Flor e Seus Dois Maridos, encenada em Nova York em língua espanhola. O êxito da montagem foi tanto que Gattorno voltou a encarnar o personagem numa segunda temporada da obra, em janeiro de 2020.

Francisco Gattorno como Vadinho na montagem teatral de Dona Flor e Seus Dois Maridos (Reprodução / YouTube)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio