Verão 90 repete nome de restaurante de novela da Band

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As repetições são algo comum no mundo das novelas. Não é difícil você ver um elemento que já foi sucesso em determinado folhetim sendo utilizado, de forma até bem parecida, em outro. Algumas coincidências, porém, realmente chamam a atenção mais do que outras.

É mais ou menos o que acontecerá na nova novela das 19h da Globo, Verão 90, que estreia daqui a pouco em substituição a O Tempo Não Para. Um dos núcleos de maior destaque da história será o restaurante Baião de Dois. Especializado em culinária nordestina, o local pertencente ao empresário Raimundo (Flávio Tolezani). Além disso, também servirá como ganha pão para personagens como o garçom Otoniel (Val Perré) e a cozinheira Jana (Dira Paes).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia mais: Verão 90: Janaína descobre que Herculano é casado

Até aí, nada demais. Mas é curioso observar que já existiu um restaurante nordestino também chamado Baião de Dois em outro título de nossa dramaturgia. A saber, a pouco recordada novela Água na Boca, produzida e exibida pela Band em 2008.

Nesta trama criada por Marcos Lazarini – que, por sinal, foi um dos colaboradores da recém-encerrada O Tempo Não Para -, o estabelecimento homônimo ao da trama global era a fonte de sustento da famíla Penaforte. Isto é, do esquentado pai de família Severino (Cláudio Jaborandy), a ‘arretada’, porém maternal Miquelina (Ana Cecília Costa) e seus dois filhos adolescentes, Raí (Renato Góes) e Marinalva (Rayana Carvalho).

Cada ‘baião’ no seu galho

Vale ressaltar, no entanto, que ambas histórias – bem como seus respectivos ‘Baiões’ – ambientam-se em lugares e períodos distintos. Enquanto Água na Boca se passava na Grande São Paulo dos dias atuais, a narrativa de Verão 90 remete ao Rio de Janeiro das décadas de 80 e 90. Será que, numa dessas, a matriz carioca do Baião de Dois fez tanto sucesso que Raimundo acabou criando uma filial em Sampa e, quase 20 anos depois, vendeu-a aos Penaforte da Band? Não custa imaginar…

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais