Vanessa Gerbelli fala sobre Mulheres Apaixonadas e pandemia: “Vivendo das minhas reservas”

A famosa diz que não chegou a surtar por causa do isolamento

Publicado há 24 dias
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como a Fernanda de Mulheres Apaixonadas (2003), trama das 21h de Manoel Carlos reprisada no Viva, Vanessa Gerbelli relembrou a cena na qual a personagem é atingida durante um tiroteio na rua e vem a falecer depois no hospital.

“É incrível ver que, de lá para cá, a violência urbana está ainda mais crítica e vem sendo mais e mais exposta. A cena foi muito marcante na época e seria hoje ainda mais”, declarou a famosa para as jornalistas Ana Paula Bazolli e Flávia Muniz, do Gshow.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Me lembro de ter sido um momento que me parecia deslocado do tempo, não sei se eu estava muito concentrada ou emocionada por ver tanta gente ali, engajada, afetada pela história, como se fosse real. Foi um momento inesquecível para mim”, destacou a estrela.

“Me lembro do Tony Ramos [que viveu o Téo] dizer que parece teatro. Parecia mesmo, teatro grego para a multidão! Este papel me mostrou o alcance da dramaturgia da TV e me abriu muitas portas para outros trabalhos. Um momento importante para a minha carreira, sem dúvida”, falou Vanessa.

Questionada sobre a pandemia, a atriz disse que não surtou com o momento, mas que teve um cansaço. “Mas quem tem filho tem sempre vida pela frente, né? Não dá para desanimar. Estou vivendo das minhas reservas. Não é fácil”, lamentou Gerbelli.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio