TV Brasil exibe especial em tributo a Valdir Espinosa

Publicado há 7 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para homenagear o ex-técnico Valdir Espinosa, a TV Brasil apresenta uma edição especial do programa esportivo No Mundo da Bola com a entrevista do veterano para a série Os Setentões nesta quinta (27/2), às 22h30, e no domingo (1), às 22h30, após a edição ao vivo da mesa redonda que começa às 21h.

Durante a conversa com o jornalista Sergio du Bocage, gravada no primeiro semestre de 2019, com quase uma hora de duração, organizada em seis blocos, Valdir Espinosa contou histórias curiosas e engraçadas que viveu dentro e fora dos gramados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Oitavo homenageado da série Os Setentões, Valdir Espinosa teve sua entrevista exclusiva para a emissora pública exibida pela TV Brasil durante o programa No Mundo da Bola em junho do ano passado.

Luto no esporte

O ex-treinador faleceu na manhã desta quinta (27), aos 72 anos, no Rio de Janeiro, após complicações em operação no abdômen. Valdir Espinosa passou por duas cirurgias na semana passada e morreu após colapso cardiovascular resultante de pós-operatório e infecção generalizada. Desde o mês de dezembro, Espinosa era gerente de futebol do Botafogo.

No papo com Bocage, o ex-jogador e experiente técnico falou sobre a superstição na época em que treinava o alvinegro carioca e venceu o Campeonato Estadual de 1989. A conquista valeu o término de um tabu do Botafogo depois de 21 anos sem títulos.

Entre os diversos temas abordados na entrevista, Espinosa refletiu sobre sistemas táticos e jogadas ensaiadas no futebol brasileiro atual. Ele destacou a importância de Otto Glória em sua formação e prestou bela homenagem a Zagallo.

O dirigente esportivo traçou um panorama sobre a carreira dentro do campo, recordou o início como lateral no CRB, de Alagoas, e a passagem pelo Esportivo, de Bento Gonçalves. O saudoso treinador lembrou, ainda, como foi o primeiro contato com o amigo Renato Gaúcho.

A série especial Os Setentões recebeu dez personalidades do esporte. Além de Espinosa, a produção homenageou astros como Carlos Alberto Parreira, Evaristo de Macedo, Antonio Lopes, Joel Santana e Gérson, Zé Mário, Antônio Mello, Edu Coimbra e Washington Rodrigues, o Apolinho.

As entrevistas exclusivas ficam disponíveis no site do No Mundo da Bola na página da TV Brasil (http://tvbrasil.ebc.com.br/nomundodabola). Trechos também foram veiculados no programa Stadium, da TV Brasil

Trajetória vitoriosa

Em mais de 40 anos de trajetória como técnico e gestor, Valdir Espinosa ganhou títulos importantes na carreira por grandes clubes do país como Grêmio e Botafogo, clubes com os quais tinha bastante identificação. Ele comandou o tricolor gaúcho na campanha do título da Libertadores e do Mundial de Clubes, em 1983.

Dentro de campo, o craque Renato Gaúcho foi o protagonista dessas conquistas. Valdir Espinosa voltaria a trabalhar com o amigo no próprio Grêmio, em 2016, como coordenador técnico enquanto Renato era o treinador. Juntos, conquistaram a Copa do Brasil daquele ano.

No Brasil, Espinosa treinou times como Fluminense, Flamengo, Vasco, Corinthians e Palmeiras. Ele teve passagens marcantes no exterior onde venceu o campeonato paraguaio duas vezes pelo Cerro Porteño. Ainda conduziu equipes da Arábia Saudita, Japão e Estados Unidos.

Valdir Atahualpa Ramirez Espinosa nasceu em 17 de outubro de 1947 em Porto Alegre. Iniciou a carreira como atleta, que durou oito temporadas, justamente no Grêmio, passando também por CSA, Esportivo e Vitória. Como técnico, além do tricolor gaúcho e do Botafogo, trabalhou também em Portuguesa, Athletico-PR, Santa Cruz e Ceará, entre outros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais