TV Brasil apresenta trajetória do sambista Almir Guineto nesta terça no Recordar é TV

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de homenagear personalidades como Jerry Adriani e Belchior, a TV Brasil produz uma edição especial do programa Recordar é TV em tributo a Almir Guineto que faleceu na última sexta-feira (5). A atração em memória do sambista vai ao ar nesta terça (9), às 23h, com horário alternativo no sábado (13), às 23h30.

Produzido a partir de material de acervo da emissora, o especial mescla apresentações musicais dos principais clássicos do vasto repertório de Almir Guineto, como “Caxambu” e “Mordomia”, com duas entrevistas concedidas pelo cantor e compositor em fases diferentes da carreira.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A primeira conversa, em 1986, foi no programa “A Vida é um show”, sob o comando de Cristina Prochaska, na extinta TVE do Rio, e o bate-papo mais recente, de 2012, foi gravado no “Segue o Som”, da TV Brasil, apresentado por Maurício Pacheco.

Na entrevista dos anos 1980, Almir de Souza Serra, o Almir Guineto, falou sobre o início de carreira e destacou a importância da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, do bloco carnavalesco Cacique de Ramos e da passagem pelo Fundo de Quintal, além de contar a origem do seu nome artístico.

A repercussão do disco “Almir Guineto”, também de 1986, é mais um tema em pauta. O LP trouxe canções próprias e de outros compositores que foram consagradas na voz do intérprete. Sucesso comercial, o álbum reuniu clássicos como “Caxambu”, “Mel na Boca”, “Lama nas Ruas” e “Conselho”.

Nesse projeto, o sambista de timbre inconfundível gravou algumas de suas parcerias com personalidades do universo musical como Adalto Magalha, Beto Sem Braço e Zeca Pagodinho.

Já no descontraído bate-papo de Almir Guineto com Maurício Pacheco, no “Segue o Som”, da TV Brasil, gravado em 2012, o homenageado traça um panorama sobre a vida artística e aborda seu último álbum, “Cartão de Visita”, lançado naquele mesmo ano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio